Publicidade

economia

Volkswagen reduz jornada de funcionários por falta de chips

Apesar da alta demanda, unidade de São Bernardo do Campo sofre com gargalo imposto por falta de componentes eletrônicos e peças

| ACidadeON/São Carlos -

Volkswagen reduz jornada de trabalho por falta de componentes. (Foto: Divulgação/VW)
A Volkswagen fechou um acordo com os funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo para redução da jornada de trabalho.

A medida é uma tentativa da companhia alemã para tentar passar pela crise da falta de componentes eletrônicos (chips) e peças que continua prejudicando a montagem de veículos. Mesmo com a demanda em alta, os veículos não são finalizados, o que gera diminuição do trabalho.

Segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a medida está assegurada por acordo válido por cinco anos, firmado pelo sindicato, e a decisão foi comunicada aos trabalhadores, ontem, em assembleias internas. O programa, que tem percentual de redução de 24% da jornada e 12% nos salários, sendo cinco dias a menos de trabalho, será implantado logo após o término das férias coletivas que vão de 27 de junho a 7 de julho.
 
LEIA MAIS   
Fábrica da Volkswagen em São Carlos vai receber circuito de corrida
IR: contribuintes da região de São Carlos vão ganhar R$ 70 mi no 2º lote
 Rede de fast food inaugura quarta unidade em São Carlos

Menor impacto
Segundo o diretor administrativo do sindicato e representante na Volks, Wellington Messias Damasceno, a opção pela redução de jornada tem menor impacto na cadeia produtiva e para os trabalhadores terceirizados.

"A Volks queria parar um turno, nós negociamos para, ao invés disso, reduzir a jornada e manter os turnos funcionando, o que diminui o impacto na cadeia de produção, nos fornecedores e, sobretudo, nos terceirizados que não têm o mesmo acordo que os trabalhadores da Volks", explicou.

De acordo com o sindicato, a medida será avaliada mês a mês e pode sofrer alterações até a normalização da situação, que não tem data prevista para ocorrer.

Por meio de nota, a Volkswagen confirmou a adoção de novas medidas de flexibilização da mão de obra na unidade de São Bernardo do Campo, previstas em Acordo Coletivo de Trabalho com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, durante o mês de julho, em razão da falta de componentes. 
 
VEJA TAMBÉM 
Denise Mello Martins deixa a Secretaria de Saúde de São Carlos  
"Mau gosto", diz dono de doceria de São Carlos em que nº 24 foi trocado em estacionamento 
Dois dias após reabertura, UTI do HU de São Carlos está em 100%

Publicidade