Aguarde...

economia

Imobiliárias simplificam contratos e oferecem brindes para atrair universitários

Acordos têm mais tolerância para fiadores, não exigem comprovação de renda e podem ser assinados via internet

| ACidadeON/São Carlos

Imóveis em São Carlos
Cerca de 3 mil estudantes devem chegar a São Carlos para estudar nas universidades públicas da cidade. Nessa época, como já é esperado, as imobiliárias se preparam para receber e acomodar os novos clientes nos inúmeros imóveis disponíveis. As informações são do G1 São Carlos e Araraquara.

De acordo com o Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Carlos, o número de locações cresce até 30% nesta época do ano. Para competir no mercado imobiliário, alguns estabelecimentos adotam uma política menos burocrática para esse público.

De acordo com a assessoria de imprensa do campus da Universidade de São Paulo (USP), apenas na graduação, são mais de 1 mil vagas nesse ano. Já na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), são quase 2 mil novos alunos.

Segundo as imobiliárias ouvidas pelo G1, o movimento dos estabelecimentos nesse período de matrículas das universidades chega a triplicar em relação a um mês comum.  

Ana Labaki, gerente comercial da imobiliária Roca Imóveis, aposta no atendimento diferenciado e menos burocracia


Documentação facilitada  
De acordo com Ana Labaki, gerente comercial da Roca Imóveis, uma das maiores facilidades oferecidas aos estudantes é a não necessidade de um fiador com um imóvel no nome.

"A renda dos pais basta, então o estudante entra como inquilino e os pais entram como fiadores. O que facilita muito", explica.
Outra vantagem é o leva e traz. Para contemplar os clientes que vêm de outros estados, a imobiliária oferece um carro com motorista para que o estudante visite os imóveis de sua preferência. 

"A gente tenta estreitar o relacionamento, acolher eles de uma forma diferente, quase como uma família", diz.

Canetas, canecas e mapas da cidade e das universidades também são entregues durante o processo de locação.  

Imobiliária Cardinali de São Carlos adotou também a assinatura digital do contrato


Contrato online e brindes 
Na imobiliária Cardinali, uma novidade promete fazer o processo mais rápido e menos burocrático. Além das facilidades com fiadores, o fechamento do contrato pode ser assinado pela internet, para que seja feito em até 24 horas.

"Nesse ano a gente está com a assinatura digital, que é tudo muito rápido, todo mundo pode assinar simultaneamente, o fiador, o estudante e a imobiliária. Isso acaba sendo um facilitador", explica a gerente comercial Elisandra Cunha Souza.

Os brindes também são um agrado a mais nesse período. O estabelecimento preparou um kit para os estudantes que fecharem negócio.

"A caneca é um coringa. Depois, vemos estudantes de terceiro, quarto ano com as nossas canecas na festa. Eles usam mesmo", conta Mateus Bottassi Pitta, responsável pelo marketing da imobiliária.

Na sacola de boas vindas, os clientes ganham ainda um testador de voltagem, para não terem dores de cabeça com aparelhos queimados.

"Tem gente de todo lugar do país e, em alguns estados, não existem duas voltagens. A gente explica e da o chaveirinho que funciona como testador", diz Mateus.  

Natália Dionísio, gestora de locação da imobiliária Maria Aires, espera que a procura triplique nesse período

Movimento até três vezes maior  
A gestora de locação, Natália Dionísio, conta que a partir da segunda quinzena de janeiro até o fim de março a procura na imobiliária chega a triplicar em relação aos outros meses do ano.

"Nós percebemos uma melhora muito grande no movimento. A procura dobra e até triplica, é muito bacana. E os estudantes são pontuais, são os que menos dão trabalho para as imobiliárias", diz.
Já em relação ao mesmo período do ano passado, o estabelecimento espera uma melhora de pelo menos 50%.

"É um ano que estamos investindo nos estudantes. A gente tenta resolver o mais rápido possível, pois muitos vêm de fora, de muito longe, e já vem com mudança procurando um lugar para ficar mesmo", conta.

Na Maria Aires, os estudantes não precisam declarar renda, os pais podem ser os fiadores e, em alguns casos, os clientes saem com a chave do imóvel na mão.  

Prédios em São Carlos

Vida nova
Jonas Coelho Kasmanas, de 23 anos, é um dos estudantes que aproveitou a facilidade.

O jovem, natural de São Paulo, capital, veio para São Carlos em 2014, estudar na Universidade de São Paulo (USP) durante a graduação.

"Foi quando conheci a cidade e morei sozinho pela primeira vez. Hoje, estou avançando para a pós-graduação e mudando de apartamento, para morar junto com minha namorada", conta.

Para ele, um dos maiores benefícios encontrados foi a liberação da comprovação de renda e a agilidade do processo.

"Acredito que devido ao fato da cidade já estar preparada para receber tantos estudantes a agilidade do processo foi realmente boa".


Mais do ACidade ON