Aguarde...

Esportes

Palmeiras recusou Dudamel por receio de apostar

Miguel Ángel Ramírez, do Independente del Valle, também foi avaliado como uma aposta. Verdão acabou acertando com o experiente Luxemburgo

| FOLHAPRESS

Treinador acabou acertando com o Galo. Foto: Divulgação/ Atlético Mineiro
 

SÃO PAULO, SP, E SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Antes de fechar com o técnico Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras analisou o nome do venezuelano Rafael Dudamel, anunciado no sábado (4) como o novo treinador do Atlético-MG.  

O ex-comandante da seleção venezuelana foi oferecido ao Palmeiras, mas o clube alviverde temeu que o estrangeiro tivesse dificuldade para se adaptar ao Brasil e optou pelo experiente Luxa.  

O nome de Dudamel surgiu como opção a Jorge Sampaoli, ex-técnico do Santos, que não entrou em acordo financeiro com o Palmeiras após semanas de negociação.  

A cúpula alviverde entendia que o futebol venezuelano era bastante diferente do brasileiro e temeu uma demora na adaptação ao país.  

Além do ex-técnico da seleção da Venezuela, outros nomes estiveram na mesa do Palmeiras, como o paraguaio Arce, ex-jogador do próprio Palmeiras, que foi considerado ainda inexperiente para o cargo.  

Miguel Ángel Ramírez, do Independente del Valle, também foi avaliado como uma aposta.  

Assim, o Palmeiras deu andamento às negociações com Luxemburgo, nome bem visto pelos conselheiros e pela alta cúpula. O experiente técnico brasileiro acertou e rapidamente iniciou o planejamento para a temporada 2020.  

O alviverde busca opções no mercado da bola que cheguem para disputar posição de titular na equipe e até por isso ainda não anunciou nenhum reforço para a próxima temporada. A aposta, até aqui, é nas categorias de base: o Palmeiras já subiu nove garotos.

Mais do ACidade ON