Aguarde...

ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

esportes

Brasil e Cerva: Universitários fazem open bar e alugam telão para ver o jogo da seleção

Membros do GAP e moradores da República Irmãos Metralha fizeram evento para estudantes da USP e da UFSCar nesta quarta-feira (27) em São Carlos. Entrada gratuita era possível após cumprimento de desafio

| ACidadeON/São Carlos

Brasil e Cerva: Universitários fazem open bar e alugam telão para ver o jogo da seleção
Estudantes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) se reuniram em uma república de São Carlos para assistir ao jogo da seleção brasileira contra a Sérvia nesta quarta-feira (27). Em um evento particular regado a cerveja, vodka e muito barulho da torcida, diversos estudantes e amigos foram até a residência dos Irmãos Metralha, na Vila Monteiro, onde um telão foi alugado por um grupo de estudantes universitários, o GAP, para garantir a melhor experiência a todos os participantes. O grupo existe há mais de 20 anos no circuito universitário e sempre teve como intuito a integração entre os estudantes.

"A gente nunca havia feito um evento assim, um evento da Copa, mas como fazemos outras festas, pensamos em fazer uma coisa fechada, só para os amigos de repúblicas com o dinheiro arrecadado nas festas anteriores. Hoje nós pedimos apenas uma contribuição de quem veio para manter o open bar e ajudar também a pagar o aluguel do telão de forma colaborativa. Esperávamos um encontro pequeno, mas acabou vindo mais gente", comentou um dos moradores da república, Pedro Olmos.

O ingresso também podia ser gratuito no caso dos calouros, mas apenas sob uma condição. "Bixos que vierem com o corte de cabelo do Ronaldo Fenômeno em 2002 ou bixetes que vierem pintadas de bola de futebol, depois de virar uma dose de Corote, podem entrar de graça", completou Olmos.

Sobre a intenção de continuar realizando eventos durante a Copa, Olmos enfatiza que essa é a intenção. "Com certeza, esse é o intuito do grupo, a gente faz uma festa grande por ano, que é o Metaamorfose, arrecada o dinheiro e depois faz eventos e encontros menores como esse. Para também dar alegria para a galera", justificou.

Brasil e Cerva: Universitários fazem open bar e alugam telão para ver o jogo da seleção


"É muito bom, clima de Copa já é uma coisa diferente, ainda estar na república, com telão, cerveja gelada. Espero pelo menos mais dois gols para bater a Sérvia. Acho que vai dar 3 a 0", afirmou o membro do GAP, Vitor Ramos, durante o intervalo do primeiro tempo de jogo. 

"Isso tudo aqui envolve muita dedicação, muito trabalho. Temos que pensar no que a galera vai querer. Essa é a parte mais importante: focar no que a galera quer. Temos que pensar no que vai deixá-los felizes antes que eles mesmos saibam. A nossa missão é a de 'tacar o trash' mesmo, fazer todo mundo feliz, empolgado e que todos tenham a melhor experiência possível. Deu muito certo e estou achando muito legal, foi um dos melhores eventos que nós já fizemos aqui em casa. Não só pelo fato de reunir todo mundo, que é difícil, mas por todo esse clima que o pessoal compartilha na Copa do Mundo", explicou o morador da Irmãos Metralha e membro do GAP, Rubens Maria. 

Para Rubens, o renome obtido pelo grupo estudantil e pela república tem sido fundamental para o sucesso de eventos como o desta quarta-feira. "O pessoal já tem confiança na gente. Qualquer evento de estudantes muito certo. Isso é muito bom, porque os outros alunos confiam em nós, mesmo nós, mesmo sendo universitários. O pessoal sabe que vamos dar o nosso máximo para fazer a coisa mais legal possível e com responsabilidade", apontou o estudante. 

O morador conta que a ideia da reunião nesta quarta surgiu há cerca de um mês. Ainda assim, a previsão dos organizadores é de haja prejuízo por conta da festa. No entanto, Rubens reforça que o lucro não é o objetivo principal. "Demos sorte que o pessoal veio aqui prestigiar o evento. Não vai dar lucro, já deu prejuízo, mas ninguém está nem aí. O objetivo do GAP é proporcionar a melhor experiência para a galera e para os amigos, todo mundo é bem vindo. Mesmo dando esse prejuízo, a gente consegue cobrir isso com as nossas festas e eventos. Dá para correr atrás. Queremos fazer algo legal, sem pensar muito na parte do dinheiro. Hoje conseguimos fazer com open bar de cerveja, destilados, e muito mais. Tem de tudo. Se um cara não estiver feliz aqui, vai estar onde?", questionou. 

 

 

 


QUER CONTINUAR LENDO ESTE CONTEÚDO E MUITOS OUTROS? FAÇA SEU LOGIN OU CADASTRE-SE

Informe seu e-mail e senha cadastrados para ter acesso a todo conteúdo do site:

ainda não tem cadastro?
QUER LER ESSE CONTEÚDO? CADASTRE-SE

Informe seu Nome, E-mail e senha para se cadastrar no Acidade ON

Quero ser informado sobre promoções e ofertas do Acidade ON e seus parceiros
Aceito os Termos de Uso do Acidade ON

Veja também