Publicidade

lazerecultura

Circuito Sesc de Artes fecha 12ª edição neste final de semana

Evento tem seleção especial de filmes nacionais e programação envolvendo o Sesc de São Carlos; veja horários

| ACidadeON/São Carlos -

Cena de Os Caubóis do Apocalipse. Foto: Divulgação
O Circuito Sesc de Artes finaliza neste final de semana sua 12ª edição com uma seleção especial de filmes nacionais que atravessam a diversidade de cidades do Estado ao representar suas potencialidades artísticas. 

A programação é dividida em Cine Circuito, com programação disponível até 21 de setembro, e Cine Circuito de Madrugada, com programação para esta sexta-feira (17), às 22h, e ficando disponível por 24 horas. 

Além disso, a unidade do Sesc de São Carlos também tem três programações envolvendo teatro, dança e circo, oficinas de bonecos de madeira e apresentações de Violas e Histórias. A programação completa está disponível no site do Circuito. https://circuito.sescsp.org.br/eventos/cabare-de-habilidades-circenses/ https://circuito.sescsp.org.br/eventos/multitudes-folia-e-procissao/ https://circuito.sescsp.org.br/eventos/violas-e-historias/ 

Veja os filmes disponíveis:
Cine Circuito de Madrugada - Dia 17/9, sexta-feira, às 22h

Person
Sinopse: Por meio de entrevistas com amigos, familiares e pessoas que trabalharam com o cineasta paulistano Luiz Sérgio Person (1936-1976), sua filha, Marina, busca descobrir algo mais do que datas e dados biográficos. 

A Marvada Carne
Sinopse: Enquanto perambula com seu cachorro pelo interior paulista, Nhô Quim (Adilson Barros) sonha com duas coisas: encontrar uma noiva e comer carne bovina. Numa aldeia, ele conhece a jovem Carula (Fernanda Torres), que reza todos os dias pedindo um marido. Para fisgar Quim, ela diz que seu pai, Nhô Totó (Dionísio Azevedo), vai matar um boi no dia do casamento. Antes de trocar as alianças, porém, Quim deve cumprir uma série de provas. 

Cine Circuito - Disponíveis até 21/9

Miúda e o Guarda-Chuva
Sinopse: Tudo o que a garota Miúda quer é ser chamada por seu nome. Mas sua planta carnívora de estimação e falante, ainda por cima exige comer cada vez mais formigas para atender o desejo da menina. Até que os insetos, cansados de virar comida, bolam um plano para se livrar de seu cruel destino.  

Mapas Afetivos
Sinopse: Centenas de moradores declaram seu amor a São Paulo com relatos que fazem uma leitura geográfica emocional da cidade. Bairros, ruas, parques e casas que às vezes nem existem mais, ou que são invisíveis para a maioria das pessoas, ganham vida nas histórias contadas pelos habitantes, entre famosos e anônimos como Tiê, Baixo Ribeiro, Tulipa Ruiz, Laerte, Binho, TEC, Nelson Triunfo, Djamila Ribeiro, Hugo Possolo, Caito Maia, Julia Balogh, Mariana Pabst Martins, Luiz Chagas, Eduardo e João Suplicy. 

Os Caubóis do Apocalipse
Sinopse: Tom (Brás Antunes) é um adolescente que sonha em retomar sua banda de rock, Os Caubóis do Apocalipse, com Nanda (Cacá Ottoni) e Dedão (Rafael Imbroisi). Quando descobre que Nanda passou no vestibular e vai deixar a cidade, Tom tenta reunir os amigos para gravar um clipe no sítio de sua família. Porém, ao perceber que as coisas não vão bem, resolve pedir ajuda a Chicão (Dagoberto Feliz), o caseiro, que acaba complicando ainda mais a situação. 

O Barato de Iacanga (sessão especial)
Sinopse: Uma fazenda familiar, no interior de São Paulo, serviu como palco para o mais lendário evento ao ar livre da música brasileira: o Festival de Águas Claras, que reuniu nomes como Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, Luiz Gonzaga, Egberto Gismonti, Sandra de Sá, Raul Seixas, Alceu Valença e João Gilberto. As quatro edições, entre as décadas de 1970 e 1980, atraíram milhares de espectadores e confundiram a ditadura. Apoiado por raras imagens de arquivo, o diretor Thiago Mattar conversou com produtores e artistas para mostrar a verdadeira história de ativismo político e cultural por trás do que ficou conhecido como o "Woodstock brasileiro".

Mais notícias


Publicidade