Publicidade

lazerecultura

São Carlos fica fora de municípios selecionados para a #ViradaSP

Evento reúne artistas locais, nacionais e internacionais em maratonas culturais em formato híbrido

| ACidadeON/São Carlos -

Virada SP em Ilha Solteira. Foto: Reprodução/Redes sociais

A cidade de São Carlos ficou de fora dos municípios selecionados para participar da #ViradaSP, que retoma as atividades culturais presencialmente após a paralisação no período da pandemia. Este ano, 22 cidades terão maratona de 24 horas ininterruptas de atrações presenciais, virtuais e híbridas.

Para a realização do evento, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado fez um investimento de R$ 15,7 milhões, orçamento recorde na história das Viradas. No entanto, nenhuma cidade da região central" foi contemplada até o momento.

A cidade mais próxima que vai receber evento é Santa Rita do Passa Quatro, que estreia no festival e realiza sua primeira participação. No interior são 18 cidades que receberão o título de capitais culturais do estado do ano.

A última vez que a capital do clima fez parte da Virada Cultural de São Paulo foi em 2018, quando recebeu os shows de Rael, Supercombo, Rap PlusSize e Hugo e Tiago. Antes dessa edição, o município chegou a ficar três anos sem participar.

A previsão é que, mais uma vez, o impacto econômico seja significativo com destaque para a geração de empregos diretos e indiretos nas regiões participantes. As datas e programação de cada Virada ainda serão divulgados.

Sobre a iniciativa
A iniciativa faz parte do #JuntosPelaCultura2022, programa de difusão cultural ligado à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo de São Paulo e gerido pela Amigos da Arte.

"Nossa filosofia, em consonância com o governo do Estado de São Paulo, é descentralizar o fazer artístico e cultural e envolver sempre o maior número possível de cidades do interior e litoral. A Virada vem justamente ao encontro desta ideia, com ampla participação e um engajamento sempre muito importante da população e dos artistas locais", destaca Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte.

No Litoral foram selecionadas as cidades de Santos, Bertioga, Itanhaém e São Sebastião. Já no interior Campinas, Presidente Prudente, São José dos Campos, Adamantina, Iguape, Ilha Solteira, Paraibuna, Santa Fé do Sul, Santa Rita do Passa Quatro, Santo Antônio do Pinhal, Ubarana, Botucatu, Mairiporã, Registro, Santa Bárbara d´Oeste, Votuporanga, Itapevi e Indaiatuba. Todos os municípios participantes recebem ainda o título de capitais culturais do estado do ano.

Os proponentes suplentes em ordem decrescente de pontuação são as cidades de Piracicaba, Araçatuba, Bauru, Jundiaí, Caraguatatuba, Serrana, São João da Boa Vista, Caieiras, Barueri, Diadema, Praia Grande e Guarulhos.

Publicidade