Aguarde...

ACidadeON

Voltar

vidaeestilo

Você deveria pensar em passar o Carnaval em Pernambuco

Se você busca multiculturalismo e está aberto a uma nova forma de vivenciar o feriado mais esperado do ano, esse é o destino certo!

| ACidadeON/Ribeirao

 

Dançarinos de frevo invadem as ruas pernambucanas | Foto: Prefeitura de Olinda

Longe do samba, da competição das agremiações e do congestionamento das praias do sudeste, o Carnaval em Pernambuco pode ser uma escolha acertada. Isso se você busca multiculturalismo e está aberto a conhecer uma nova forma de vivenciar o feriado mais esperado do ano.

A região metropolitana de Recife e a cidade de Olinda são dois dos pontos mais agitados do Estado e oferecem uma programação intensa durante os quatro dias. E uma das atrações é o maior bloco de carnaval do mundo: o Galo da Madrugada. 


O GALO DA MADRUGADA  

Sob a batuta do baluarte Enéas Freire, o bloco teve sua estreia tímida no Carnaval de 1978. Nessa época, o grupo de apenas 75 foliões percorreu as ruas do Bairro do Recife espalhando confete e serpentina pra todo canto ao som de uma banda de frevo. O objetivo era resgatar as delícias do carnaval tradicional de rua o que, na época, começou a ser ameaçado pelas festas promovidas pelos clubes.

A nobre intenção e o alto astral foram ganhando mais e mais brincantes, o que culminou em um bloco atual que atrai uma multidão de mais de 2 milhões de pessoas. São 30 trios elétricos se revezando noite e dia.  


CARNAVAL NAS LADEIRAS  

O Carnaval de Olinda é muito conhecido pelas festas que acontecem em suas famosas ladeiras. A animação é generalizada e gratuita, além de acessível para qualquer pessoa. Porém, festas fechadas também são organizadas para quem prefere uma folia mais "seleta", com ingressos em torno de R$500 para cada dia. Mas atente-se: se você não é chegado à multidões, lembre-se de que são milhões de pessoas se espremendo em ruas estreitas e íngremes. Tem que ter disposição!

O frevo é quem manda na festa e alguns blocos já são tradicionais e também os mais disputados, como O Homem da Meia Noite (que geralmente abre oficialmente as comemorações), Pitombeira dos Quatro Cantos, Elefante de Olinda, Eu Acho é Pouco, Enquanto Isso na Sala de Justiça, Bloco da Saudade e Bacalhau do Batata.  

Instrumentos de Maracatu, outra tradição no Estado | Foto: Unsplash
 

BONECOS GIGANTES 
A grande marca registrada do carnaval de Pernambuco são os bonecos gigantes, feitos pela própria comunidade local e pelos organizadores dos blocos. Mas quem vê os grandões por entre a multidão nem imagina que sua história tem origem em um lugar bem distante.

Os Bonecos Gigantes são datados da Idade Média e surgiram na Europa, com influência das histórias pagãs de mitos e figuras imponentes escondidas por conta da Inquisição. Foi através da pequena cidade de Belém de Pernambuco que eles chegam ao Brasil e por ali conquistam artesãos e artistas locais. Chegam em Pernambuco através da pequena cidade de Belém do São Francisco no sertão do estado.

Diz a história que o primeiro boneco chegou às ruas durante o carnaval de 1919 com o surgimento do personagem Zé Pereira, confeccionado em corpo de madeira e cabeça em papel machê. Zé "viveu" soxinho até 1929, quando outro bonecão, a Vitalina, foi criada para ser sua companheira.  

Bonecos gigantes de Olinda: tradição que veio da Idade Média e hoje representa um dos carnavais mais bonitos do Brasil | Foto: Prefeitura de Olinda

BEZERROS  

O carnaval de Pernambuco não é apenas Recife e Olinda! A pequena cidade de Bezerros já ficou conhecida por conta dos foliões que tradicionalmente usam máscaras durante a folia, remetendo às festas tradicionais venezianas. Por lá, é comum ver os "papangus" - que são os foliões mascarados ostentando suas criações de papel machê. Por lá tem até um concurso oficial de máscaras, além de muitas apresentações de frevo, orquestras populares e blocos de todos os tamanhos.

Para se hospedar, a cidade oferece pousadas e hotéis simples, de até três estrelas, o que pode ser bastante econômico se comparado com a estadia nas cidades maiores.
 

PORTO DE GALINHAS
 

O famoso destino turístico também é uma excelente opção para quem quer apreciar o poder da cultura local carnavalesca. Além do frevo, grupos de maracatu encantam a cidade durante as folias. Por lá, uma das apresentações mais famosas é a da troça (que é um bloco pequeno) Um Metro de Porta e das escolas de samba Gigantes do Samba e Maracatu Nação Camaleão. O brilho e o luxo das apresentações lembram os tradicionais carnavais do sudeste.

Mas, se a intenção é relaxar longe da muvuca, Porto de Galinhas também oferece as incríveis piscinas naturais nas praias do Muro Alto e Carneiros. Maragogi, que é outro destino muito procurado, fica a apenas uma hora de carro de Porto de Galinhas.

Mais do ACidade ON