Aguarde...

Política

Câmara derruba veto do prefeito e vai promulgar lei do IPTU Ecológico

Com isso, será concedido desconto de até 2% aos moradores que adotarem medidas sustentáveis em suas casas; confira os requisitos

| ACidadeON/São Carlos

Árvores (Foto ilustrativa: Amanda Rocha)
 

A Câmara Municipal de São Carlos derrubou na terça-feira (26) o veto do prefeito Airton Garcia a um Projeto de Lei (PL) para instituir o IPTU Ecológico no município.  

"Agora não é questão de convencimento mais, a prefeitura é obrigada, em 120 dias, a regulamentar o projeto de lei. Se não fizer isso, desrespeita a lei municipal e eu entrarei na Justiça para que a prefeitura faça sua obrigação. Esse projeto de lei ajuda a cidade de São Carlos, é isso que o prefeito tem que entender. Ele dá desconto às pessoas e incentiva que o meio ambiente seja valorizado na cidade", explicou o vereador Dimitri Sean (PDT), autor do PL.  

De acordo com a proposta será concedido desconto de até 2% no valor do IPTU para os proprietários de imóveis que possuírem algum dos seguintes requisitos:  

- em sua frente uma ou mais árvores;  

- sistema de captação da água da chuva;  

- sistema de reuso de água;  

- sistema de aquecimento hidráulico solar;  

- sistema de energia solar;  

- sistema de utilização de energia eólica;  

- instalação de telhado verde;  

- construções com material sustentável.  

Vereador Dimitri Sean (PDT). Foto de arquivo/ Câmara Municipal de São Carlos
 

O vereador salientou ainda que a medida deve impulsionar o comércio na cidade. "Se ganha em dinheiro também, porque isso vai fazer com que as lojas da cidade vendam mais. As pessoas interessadas em adquirir e implantar um sistema solar, por exemplo, terão agora um incentivo a mais para buscar esse tipo de serviço", disse.  

Por fim, criticou o prefeito Airton Garcia (PSB) por ter vetado a Projeto de Lei. "É uma pena que o prefeito, atrasado que é, não enxergue isso. A capital da tecnologia não pode ficar de fora desse avanço", concluiu Sean.

Mais do ACidade ON