Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Política

Número de passageiros de ônibus cai 8% em São Carlos

Má qualidade, o alto custo e os atrasos são alguns dos pontos responsáveis pela queda em 2019.

| ACidadeON/São Carlos

Suzantur recebe 20 novos ônibus com climatizadores e Wifi. Foto: Assessoria de Imprensa

O transporte público de São Carlos teve uma redução de 8% no número de passageiros em 2019. De acordo com os usuários do serviço, a má qualidade, o alto custo e os atrasos são alguns dos pontos responsáveis pela queda, conforme mostra matéria veiculada pela EPTV Central e G1 São Carlos.

A Suzantur, empresa responsável pelo transporte público no município, informou que, recentemente, investiu R$ 8 milhões na compra de 20 novos ônibus e que esses veículos são equipados com Wifi, climatizadores, carregadores USB, GPS e câmeras de monitoramento.

Problemas

Outro fator que tem contribuído para a queda da demanda, na avaliação da prefeitura, é o crescimento do serviço de transporte por aplicativo.

O operador de loja Wellington da Silva Galdino sempre que pode chama um transporte por aplicativo para ir ao trabalho. "Falta de ônibus, atraso e o ônibus acaba não parando para os passageiros", justifica.

Já o estudante de medicina João Pedro Pereira Brito apela para a carona para evitar os transtornos dos ônibus. "O ônibus de manhã no horário que pego é muito lotado, então praticamente todas às vezes que pego fico em pé e não sento", disse Brito.

A empregada doméstica Sônia Aparecida de Souza Silva usa o ônibus quatro vezes por dia e reclama do serviço . "Eles atrasam muito e à tarde quase não tem ônibus para vir embora, atrasam ou quebram."

De acordo com o especialista em administração pública Gustavo Mattar, o usuário do ônibus procura um serviço com qualidade boa e baixo custo. "Então quando ele têm um transporte ruim, com uma tarifa cara e que demora efetivamente ele vai procurar outros meios", afirmou Mattar.  

Solução

De acordo com o secretário de Transporte e Trânsito de São Carlos, Coca Ferraz, a diminuição da demanda é um reflexo da concorrência do transporte por aplicativo.

"Estamos tentando melhorar a qualidade do serviço para atrair novos usuários para o sistema. Vamos fazer um controle mais rígido dos horários utilizando um painel que nós temos, que foi colocado por nós no ano passado, vamos voltar operar esse painel para que os horários sejam cumpridos rigorosamente", disse Ferraz.

Além dos problemas recorrentes, a situação pode piorar, pois com menos pessoas utilizando o transporte coletivo, o valor da passagem tende a aumentar.

O secretário explicou que somando a inflação de 3% com a redução de 8% dos passageiros, isso dá um impacto de 11%. "Nós estamos tentando melhorar a qualidade para ter novos passageiros, aumentar novamente a demanda de passageiros para evitar promover qualquer aumento de tarifa". 

Licitação 

Atualmente, o transporte coletivo de São Carlos está irregular. A Suzantur foi contratada emergencialmente em 2016 e, desde então, a prefeitura tem feito licitações para concessão do serviço por 10 anos, mas nenhuma das cinco realizadas até agora chegou ao fim. A última, que teve a participação inclusive da Suzantur, foi cancelada no começo de dezembro de 2019.

Por conta da falta de solução para o transporte, o Ministério Público ajuizou uma ação civil para que a prefeitura pagasse uma multa de quase R$ 5 milhões já que o processo para contratação de uma empresa não foi concluído.

"O problema das licitações que foram levadas à cabo e não foram concluídas, é problema de documentação das empresas e não atende o que foi exigido no edital, que é o mínimo possível. [A partir do início de janeiro] deve ser publicado", disse Ferraz.  

Em relação à multa, a prefeitura informou que recorreu e enviou à Justiça a documentação sobre o fracasso da licitação já que nenhuma empresa atendeu as exigências no edital.

Mais do ACidade ON