Aguarde...

Política

'Fui pego de surpresa', diz presidente do PSB sobre ida de Airton Garcia ao PSL

Chico Loco (PSB) criticou o PSL e classificou a atitude de 'fazer um negócio com o prefeito de São Carlos' como lamentável

| ACidadeON/São Carlos

Airton Garcia com o presidente do PSB em São Carlos, o vereador Chico Loco. Foto: Redes Sociais
 

Presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB) em São Carlos, o vereador Chico Loco disse que foi pego de surpresa com a informação de que o prefeito Airton Garcia havia se filiado ao PSL.  

O anuncio foi feito na tarde de quinta-feira (13), durante uma cerimônia realizada entre o prefeito e o deputado federal Júnior Bozzella (PSL) em um hotel de São Carlos. "Fomos pegos de surpresa, e o Airton, que a gente sempre teve um ótimo relacionamento, eu acho que ele está fazendo aquilo que é compatível com o cargo de prefeito de uma cidade, está em busca de recursos", disse Chico Loco.  

O presidente do PSB na cidade também criticou a postura do PSL: "O chama a minha atenção é que ele vai para o PSL, aquele mesmo partido que há alguns anos atrás jurava moralizar a política com a vinda do presidente Bolsonaro para a sua legenda. De modo surpreendente, vem fazendo um negócio com o prefeito de São Carlos, garantindo recursos para a sua reeleição e também emendas parlamentares para a cidade de São Carlos. O PSL está fazendo uma jogada, um negócio com a política. Lamentável, uma promessa que não foi cumprida. "  

Apesar de ter recebido a notícia como uma bomba para o seu partido, Chico disse que entende os motivos do prefeito para mudar para o PSL. "Acho que o prefeito, na função de prefeito da cidade de São Carlos, não está tomando uma atitude tão errada, porque a cidade precisa de recursos. Se a maneira que ele tenta conseguir recursos for essa, a cidade de São Carlos vai ser beneficiada, ainda que o PSB perca o prefeito", disse.  

Porém, Chico Loco explicou que a orientação da direção do PSB é de não fazer aliança com o PSL e outros partidos da base do governo Bolsonaro. "Inicialmente, nós não temos nenhum problema com a gestão e a pessoa do Airton Garcia. A única questão é que o PSB, nacionalmente, não faz acordos com o PSL e não recomenda alianças com o PSL. É um momento de muita tensão, porque fomos pegos de surpresa com essa informação. Mas é tempo de parar, refletir e ver que rumo seguir. "  

Racha no partido  

Como consequência, o vereador disse que naturalmente algumas pessoas devem seguir o prefeito e abandonar o PSB. "Certamente isso vai trazer uma fragmentação dentro do partido, há pessoas que vão continuar com o Airton e vão para o PSL, e há pessoas que, por um compromisso ideológico com o PSB, que é um partido socialista, vão ficar".  

Eleições e candidatura própria  

Por conta da boa relação de Airton Garcia com o PSB em São Carlos, Chico Loco explicou que se a direção estadual do partido não concordar com uma aliança com o PSL, o partido deve lançar um candidato próprio para o cargo de prefeito nas eleições. "A orientação do partido é que nós tenhamos um candidato. Nós precisamos aguardar, é um momento delicado para tomar uma decisão, porque nós temos pessoas que participaram da eleição do prefeito Airton Garcia, temos pessoas que participam do governo Airton Garcia e que estão no PSB. Nossa atitude vai ser de aguardar um posicionamento dos nossos membros. Entretanto, existe uma recomendação estadual que não é muito favorável a aliança com os partidos que compõem a base governista do governo Bolsonaro. Sendo assim, se a legenda do PSB não concordar com a aliança com o PSL, que eu acredito que não concorde, nós teremos uma candidatura própria", concluiu o presidente do PSB em São Carlos.

Mais do ACidade ON