Aguarde...

Política

Câmara de São Carlos retoma atividades presenciais após quase 2 meses

Vereadores votaram e aprovaram cinco projetos de lei encaminhados pela prefeitura. Sessões ordinárias ainda não serão abertas ao público por conta da Covid-19

| ACidadeON/São Carlos

Câmara voltou a realizar sessões ordinárias nesta terça-feira (12). Foto: Reprodução/ TV Câmara
 

A Câmara Municipal de São Carlos retomou as atividades nesta terça-feira (12). Por conta das medidas de isolamento contra a Covid-19, a última sessão ordinária havia sido realizada no dia 17 de março.

Na sessão que ocorreu nesta tarde, os vereadores votaram e aprovaram cinco projetos de lei enviados pelo Executivo:

- Crédito adicional especial de R$ 4,9 milhões para compra de equipamentos para o centro cirúrgico, móveis para UTI e materiais para o laboratório de análises clínicas do Hospital Universitário.

- O Projeto de Lei No. 104 autoriza a Prefeitura a receber com encargos bens imóveis de propriedade da MRV e Participação S/A - diz respeito a duas áreas - uma de lazer e outra institucional - destinadas ao alargamento do prolongamento da Avenida João Stella, atendendo o que ficou estabelecido na aprovação do empreendimento Parque Monte Stella. A medida também atende ao Plano Diretor do município.

- O Projeto de Lei No.127 autoriza a Prefeitura a abrir crédito adicional especial no valor de R$ 100 mil para aquisição de mobiliário para a CEMEI Vicente de Paula Rocha Keppe.

- O Projeto de Lei No.128 autoriza a Prefeitura a abrir crédito adicional especial no valor de R$ 184.387,48, para aquisição de equipamentos e material permanente para Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

- Projeto de Lei No.140, autoriza a Prefeitura a abrir crédito adicional suplementar no valor de R$ 239.182,40 para pagamento de excedente de produção referente ao mês de agosto de 2019 à Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Carlos.

O presidente Lucão Fernandes (MDB) informou que, apesar do retorno das sessões ordinárias, as medidas de prevenção estão mantidas.

Por conta disso, os vereadores e seus assessores vão estar trabalhando em seus gabinetes das 8h às 13h, mas ainda não vão atender a população de forma presencial.

Desta forma, o contato com os parlamentares deve ser realizado de forma remota.

Mais do ACidade ON