Aguarde...

Política

MPE pede a impugnação da candidatura de Thomaizinho à Prefeitura de Ibaté

De acordo com a ação, o candidato se encontra com os direitos políticos suspensos por crimes cometidos no período em que era prefeito.

| ACidadeON/São Carlos

Thomaz Angelo Rocitto Neto, ex-prefeito de Ibaté. Foto: Reprodução/EPTV

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu, na sexta-feira (2), a impugnação da candidatura do ex-prefeito Thomaz Angelo Rocitto Neto (PDT) à Prefeitura de Ibaté.  

De acordo com a ação, o candidato se encontra com os direitos políticos suspensos em razão de condenações pela prática de crimes no período em que era prefeito e por improbidade administrativa.   

Porém, a candidatura só pode ser indeferida depois de todo o trâmite legal, que inclui a apresentação de defesa do prefeito e possível pedido de recurso.

Procurado, o advogado do candidato, Ademir Souza e Silva, afirmou que Thomaz ainda não foi intimado, mas que o pedido de impugnação será respondido dentro do prazo legal.   

Além disso, disse que o ex-prefeito não tem nenhum processo com trânsito em julgado por improbidade que o torne inelegível.

Entenda  

O ex-prefeito foi condenado, em 2016, à pena de 5 anos e 3 meses de detenção e ao pagamento de 29 dias-multa pela prática de crime contra a administração.  

Além disso, Thomaz também foi condenado por improbidade administrativa. Consta que ele causou significativo prejuízo ao erário ao conceder duas áreas no Distrito Industrial de Ibaté a empresa Vetro sem que, todavia, houvesse sequer realizado construções no local.  

Leia mais:  

- Ex-prefeito de Ibaté tem pedido de revisão criminal negado pela Justiça 

- Ex-prefeito de Ibaté é detido após mandado de prisão




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON