Publicidade

politica

Lei que garante distribuição de absorventes em escolas é sancionada pelo prefeito de São Carlos

Secretária de Educação Wanda Hoffmann disse que item será incluído já na próxima compra. Lei foi publicada no Diário Oficial de sábado (20).

| ACidadeON/São Carlos -

Segundo a ONU, 12% da população feminina do planeta  é afetada pela pobreza menstrual. Foto: Reprodução
Segundo a ONU, 12% da população feminina do planeta é afetada pela pobreza menstrual. Foto: Reprodução
 

O prefeito Airton Garcia (PSL) sancionou a lei que institui o Programa de Dignidade Menstrual na cidade de São Carlos (SP). A publicação da norma foi realizada no Diário Oficial de sábado (20). 

A proposta, de autoria dos vereadores Roselei Françoso (MDB), Cidinha do Oncológico (PP), Professora Neusa (Cidadania) e Raquel Auxiliadora (PT), foi aprovada em outubro na Câmara Municipal. 

Com isso, a prefeitura deverá incluir nos itens de higiene das escolas públicas municipais, unidades de saúde e de assistência social, e nas cestas básicas distribuídas às famílias carentes, o fornecimento e a distribuição dos absorventes higiênicos. 

Além disso, deverá promover campanhas de informação sobre saúde e higiene menstrual, além de disponibilizar em seu site oficial a relação de escolas e secretarias instituídas por essa lei. 

A secretária de Educação, Wanda Hoffmann, explicou que o município já compra de produtos de higiene pessoal para as escolas e que, nesta semana, já estará incluindo os absorventes no próximo pedido. "Estamos tentando agilizar esse processo para suprir essa demanda tão importante das nossas estudantes".

Mais notícias


Publicidade