Publicidade

politica

Vereadores questionam aumento da tarifa de ônibus: 'Será que é para pagar as luzinhas?'

Passagem vai subir para R$ 4,50 em São Carlos. Parlamentares criticaram serviço de transporte coletivo, com ônibus velhos e linhas que atrasam; veja

| ACidadeON/São Carlos -

Djalma Nery, Raquel Auxiliadora e Professora Neusa criticaram aumento da tarifa. Foto: Reprodução/ TV Câmara de São Carlos
 

O aumento da tarifa de ônibus de R$ 4,10 para R$ 4,50, em São Carlos (SP), gerou críticas de vereadores durante a sessão desta terça-feira (23). 

A vereadora Raquel Auxiliadora (PT) criticou o governo Airton Garcia pelo presente de Natal e falou sobre o serviço oferecido atualmente na cidade."Ônibus velhos, horrorosos, porcarias, que não tem chance nenhuma de estar andando, atraso nas linhas. Uma série de problemas no transporte público da nossa cidade". 

"E o presente de Natal que o governo Airton Garcia nos deu é o aumento da passagem do transporte público", complementou a petista.  

Já a vereadora Neusa Golineli (Cidadania) relatou ter recebido diversas mensagens da população questionando, em tom de brincadeira e indignação, se o aumento é para pagar as luzinhas colocadas nos ônibus: "A gente está em uma situação difícil, tiraram ônibus, diminuiu a quantidade, vem superlotado e agora vão aumentar a tarifa? Será que é para pagar as luzinhas que eles estão colocando nos ônibus? ".  

Ônibus com iluminação de Natal. Foto: Divulgação
 

O vereador Djalma Nery (PSOL) disse que a passagem em São Carlos vai ficar mais cara do que em São Paulo, onde é R$ 4,40, e classificou esse reajuste como um absurdo. "O serviço não acontece, quando acontece é de baixa qualidade, não tem ônibus suficiente, quer reajustar a tarifa para um valor totalmente inexequível, é uma coisa absurda", disse.  

O parlamentar do PSOL também lembrou que a Suzantur opera desde 2016 sem licitação em São Carlos e questionou o motivo de não ter reduzido a tarifa durante a pandemia. "Durante a pandemia, onde teve uma redução de 40% da frota, não teve redução no subsídio. A gente continuou pagando a mesma coisa".  

"A única coisa que justifica isso é alguém estar ganhando muito dinheiro. Mais uma vez, o negócio do transporte é uma máquina de dinheiro, é uma máfia que está no Brasil todo de gente embolsando dinheiro público", complementou Nery.  

OUTRO LADO  

Procurada, a Suzantur ainda não havia respondido aos questionamentos feitos até a publicação desta reportagem.  

Já a Prefeitura de São Carlos, por meio de nota divulgada à imprensa, informou que "o índice IPCA acumulado de fevereiro de 2020 (data do último reajuste) a outubro de 2021 é de 12,89%, porém o aplicado foi o índice de 9,75%, ou seja, abaixo do acumulado no período. Somente o óleo diesel acumula uma alta aproximada de 65% no preço".  

Clique aqui para ler a nota completa sobre o reajuste da tarifa. 

Mais notícias


Publicidade