Publicidade

politica

Damares, agora pré-candidata pelo DF, quer presidir o Senado

Depois de ter pré-lançado candidatura por São Paulo e Amapá, política com "passado são-carlense" almeja o Senado, mas aceitaria ser vice de Bolsonaro

| ACidadeON/São Carlos -

Damares fez contagem regressiva para a sua filiação. (Reprodução/Republicanos)
A ex-ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que será a primeira mulher a presidir o Senado Federal. A pretensão da política com "passado são-carlense" foi revelada em entrevista ao portal UOL.

Pré-candidata ao Senado pelo Distrito Federal, Damares se colocou à disposição do presidente Jair Bolsonaro (PL) para ser sua companheira de chapa, como vice. A ex-ministra está em sua terceira pré-candidatura apenas neste ciclo eleitoral. Ela há havia sondado lançamentos para o Senado por São Paulo e Amapá.

Durante a entrevista, a pré-candidata afirmou que está "no time" do presidente e jogará em qualquer "posição que ele escalar". A política tem bom trânsito entre o público evangélico.

Apesar de se colocar à disposição para ser vice hoje o maior cotado é o general Braga Netto (ex-Defesa e ex-Casa Civil) - Damares afirmou que fica mais encantada pelo Legislativo.

Caso seja candidata, seja eleita para o Senado e posteriormente seja bem-sucedida a ser candidata à presidência da "câmara alta" e depois eleita, Damares pode ser a primeira mulher a ser presidente do Senado desde a criação do órgão, em 1826.

Mais notícias


Publicidade