Publicidade

politica

Terceirizados da prefeitura estão sem salário há 2 meses, denuncia Roselei

Questionada, a Prefeitura informou que o pagamento foi feito, mas a empresa não repassou

| ACidadeON/São Carlos -

Presidente da Câmara de São Carlos, Roselei Françoso (MDB). Foto: Divulgação

Durante sessão na Câmara Municipal de São Carlos, o vereador Roselei Françoso (MDB) denunciou que funcionários de uma equipe terceirizada da prefeitura municipal estão sem receber o salário há dois meses. Em nota, a administração informou que efetuou o pagamento e que o caso está na Justiça. 

O parlamentar comentou que tem recebido constantes cobranças dos colabores que prestaram serviços para administração no setor da portaria e ainda não receberam seus salários. 

"Estou falando aqui de dois meses de salário, não é de 15 dias, de 20 dias, dois meses sem salário, essas pessoas que dedicam suas vidas controlando o acesso dos cidadãos nos postos de saúde, nos cemitérios, nas escolas municipais, nos equipamentos públicos dela", disse. 

Françoso chegou a comentar que a prefeitura ainda tem "lastro contratual" - negociações e/ou pagamentos a serem feitos - por alguns meses em outro contrato administrativo, e solicitou que caso o pagamento tenha sido feito, que a administração cobre a empresa ou aplique punições contratuais para que seja feito o repasse. 

"São mulheres mães de família que estão recebendo ordem de despejo, que não conseguem pagar as contas de água, de energia elétrica, não conseguem sequer comprar os alimentos. Então, a cobrança que eu faço aqui é no sentido de que a prefeitura, se já efetuou o pagamento, que cobre a empresa para que ela possa cumprir com sua obrigação contratual com os trabalhadores", completou.  

Prefeitura Municipal de São Carlos. Foto: Divulgação
Prefeitura Municipal de São Carlos. Foto: Divulgação

Outro lado
A prefeitura informou que realiza o pagamento do contrato para a SM Service System Terceirizados em dia, e que o último, inclusive, foi depositado no início de maio, no valor de R$ 200 mil em juízo. 

Em abril, a Secretaria de Gestão de Pessoas informou que o contrato com a empresa vence em 28 de maio e não será renovado e que, com o fim das obrigações, os últimos pagamentos à empresa serão depositados em juízo para garantir o ressarcimento aos empregados. 

A reportagem tentou contato via telefone com a empresa SM System Terceirizados, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Mais notícias


Publicidade