Aguarde...

Esse ano votaremos nos

Eleições

Se eleito, Ronaldo Mota quer receber salário de professor

Ele também defende que vereadores continuem com o mesmo salário que recebiam em suas profissões. Veja o vídeo da sabatina realizada com o candidato do PSOL à Prefeitura de São Carlos.

| ACidadeON/São Carlos


O ACidade ON e a CBN São Carlos entrevistaram o candidato do PSOL à Prefeitura de São Carlos nas eleições, Professor Ronaldo Mota.  

A sabatina foi realizada foi realizada em local aberto e ventilado, seguindo rígidos critérios sanitários de prevenção ao contágio do novo coronavírus.  

Na conversa, que foi transmitida na rádio CBN São Carlos e no portal e canal do YouTube do ACidade ON São Carlos, Ronaldo Mota afirmou que, se eleito, pretende enviar à Câmara Municipal um projeto de lei para que o prefeito e os vereadores recebam o salário correspondente a profissão que exerciam antes de eleitos. "Nós do PSOL não consideramos que o cargo eletivo é uma profissão, e que, portanto, as pessoas precisam ou necessitam receber esse salário. Portanto, o valor que consideramos justo é aquele valor que a pessoa já recebia na sua profissão. "  

O candidato do PSOL também prometeu reduzir o número de cargos comissionados na prefeitura e implementar o imposto progressivo na cidade: "quem ganha mais paga mais". Veja a íntegra da entrevista no vídeo acima.  

Ronaldo Mota, de 54 anos, é professor, mestre em ensino de química, autor do Livro Didático de Química para o Ensino Médio e conselheiro do Sindicato dos Professores e Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp).  

Além disso, se declara como apoiador da Frente de Esquerda de Luta contra Bolsonaro/Mourão e membro da corrente sindical e popular Travessia.  

Nas eleições de 2012, ele foi candidato a prefeito de São Carlos pelo PSTU, recebendo 1.453 (1,15%) votos.


Mais do ACidade ON