Patrocinador:

Publicidade

tudo inovação

Negócios: planejamento forma a base do sucesso empresarial; veja dicas do Sebrae

Especialista do Sebrae afirma que a organização na vida pessoal e das informações da empresa impactam positivamente no resultado dos negócios

| Tudo inovação -

 

 

Foto: Divulgação/Sebrae Campinas

A visão empreendedora é uma das principais características de quem investe tempo, esforço e dinheiro em seu próprio negócio. Além disso, é fundamental para quem trabalha atender às necessidades de um nicho de mercado. 

O sonho de empreender passa por muitas fases de amadurecimento antes de ser concretizado em produto ou em um serviço. Mas antes de iniciar todo o processo é necessário planejar. O analista de negócios do Sebrae Campinas, Glebe Rossini, explicou como o planejamento é extremamente necessário para obter sucesso no universo do empreendedorismo. 

Confira abaixo as dicas do especialista: 

- Ter um planejamento financeiro pessoal 

Mesmo antes de investir em um negócio próprio, é preciso conhecer a si mesmo, as suas necessidades pessoais e ter o controle dos seus gastos. "Você precisa saber o quanto gasta diariamente e, principalmente, não misturar o seu CNPJ com o seu CPF", afirmou Glebe. Ou seja, os recursos financeiros pessoais e os da empresa devem ser independentes um do outro. 

- Ter um planejamento empresarial 

A partir da definição do negócio no qual investir, é preciso estabelecer metas e objetivos práticos. E entre eles está o planejamento financeiro da empresa. É por meio dele que são estabelecidos, conhecidos e controlados os custos e as despesas. Também vale destacar que podem identificar as possibilidades de aprimoramento e vislumbrar novas oportunidades para o futuro. 

- Criar um fluxo de caixa 

Esta é a base para um possível entendimento do futuro, para a previsão do que pode vir a acontecer. O fluxo de caixa é alimentado pelos dados de entrada e saída, pelas informações de contas a receber e contas a pagar. "Tudo isso é a base, o rei do nosso negócio", afirmou o especialista. 

- Elaborar o demonstrativo de resultado 

Esta informação tem por objetivo demonstrar o resultado real por meio de uma análise vertical do que representa cada item. Por exemplo: o custo e as despesas representam quanto no faturamento? Qual é a margem de lucro do empreendedor?. 

"É preciso encontrar um ponto de equilíbrio e a partir dessas informações será possível obter o entendimento sobre o lucro líquido. Essa quarta dica é a principal para saber se há lucro ou não", afirmou Glebe. 

- Ter um controle de estoque 

A partir dos itens que entram e saem da empresa é possível criar estratégias para realizar compras de forma inteligente e assim otimizar esse processo, para que não sobrem ou faltem os produtos de forma desordenada.

Mais notícias


Publicidade