Publicidade

viagens

Passeios de trem reúnem o charme do passado, belas paisagens e até mesmo uma boa taça de vinho

Há rotas pequenas, mas todas com o antigo charme que só um trem proporciona

| ACidade ON -

Há rotas pequenas, mas todas com o antigo charme que só um trem proporciona. (Foto: Divulgação)

Viajar, para muita gente é pegar um avião. Nestes tempos de pandemia, passar férias fora de casa só mesmo de carro, que acabou se transformando em uma peça quase fundamental para fazer turismo. Mas viajar tem muitas outras possibilidades, como por exemplo o trem. E quem pensa que o Brasil não oferece viagens sobre trilhos, está bem enganado. Há rotas pequenas, mas todas com o antigo charme que só um trem proporciona. 
 
GOSTA DE VIAJAR? CONFIRA AQUI DESTINOS IMPERDÍVEIS COM ÓTIMOS PREÇOS

Em Minas Gerais, por exemplo, o passeio na Maria Fumaça mais antiga do estado, que liga a cidade de Tiradentes a São João del-Rei, é um passeio único. A antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas, inaugurada em 1881 por Dom Pedro II, abre caminho entre o Cerrado e a Mata Atlântica para levar o viajante a um belo passeio pelas serras do complexo de São José e por paisagens que ainda preservam a arquitetura do século XIX. Também é possível conhecer o Museu Ferroviário e a Rotunda, o giro manual da locomotiva que preserva o costume da época do Império. Tiradentes e São João del-Rei estão entre as principais cidades históricas de Minas Gerais e reúnem diversos patrimônios culturais brasileiros.

Outro passeio a bordo de uma Maria Fumaça é o Trem das Águas. Responsável pelo trajeto entre São Lourenço e Soledade de Minas (MG), o trem segue bem próximo do Rio Verde e percorre um total de 10km em duas horas de passeio (ida e volta).

A Região Sudeste também conta com o Trem Republicano, que liga as cidades paulistas de Salto e Itu. A Estação Ferroviária de Salto e os trilhos que ligam a cidade à vizinha Itu foram totalmente revitalizados com recursos do Ministério do Turismo, em torno de R$ 2 milhões. O trabalho abriu caminho para a operação do trem, atração turística que une passado e presente em um passeio nostálgico. Em São Paulo, outro percurso encanta os turistas.

O trajeto entre Guararema e a estação centenária de Luís Carlos é realizado a bordo da locomotiva 353, mais conhecida como a "Velha Senhora", por fazer parte da história ferroviária do estado. Ela pertencia a Estrada de Ferro Central do Brasil e fazia o trajeto entre São Paulo e Rio de Janeiro, contribuindo muito para o desenvolvimento da cidade de Guararema. O passeio tem duração total de duas horas.

No Sul do país, o Trem do Vinho, no Rio Grande do Sul, é uma das grandes atrações da Serra Gaúcha. A Maria Fumaça liga as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa em um trajeto que revive a cultura italiana no Brasil. A atração percorre 23 quilômetros e tem duração média de 90 minutos. Os turistas são recebidos com música e degustação de suco de uva, vinho e espumante.

No Paraná, a viagem sobre trilhos que liga as cidades de Curitiba e Morretes é bastante procurada por turistas e moradores da região. Considerado um dos passeios ferroviários mais bonitos do mundo, a viagem atrai milhares de viajantes em busca das belezas naturais da Serra do Mar. Quem quiser pode "esticar" o passeio e embarcar no Trem Caiçara que liga Morretes à cidade histórica de Antonina, também no Paraná. A locomotiva a vapor mais antiga em operação regular no Brasil voltou a operar após 30 anos sem dar partida e agora leva turistas através de um percurso de 16 km pelas belezas do litoral paranaense.

Aproveite para se hospedar 

Como os trens brasileiros não são de longo alcance e a maioria faz roteiros turísticos curtos, então não existem vagões-dormitórios. Por isso, a dica é se hospedar em uma cidade próxima dos locais onde há passeios de trem. A plataforma de viagens Zarpo oferece descontos em hospedagens de seus parceiros. O viajante pode optar apenas pelo hotel ou mesmo por um pacote com a parte aérea. Visite o site: www.zarpo.com.br para conferir os destinos e descontos.

Mais notícias


Publicidade