Publicidade

viagens

Passeios turísticos ao ar livre no estado de SP buscam a retomada

Os parques públicos retomaram a visitação em seus horários habituais, sem deixar de exigir dos frequentadores o cumprimento dos protocolos de segurança contra o novo coronavírus

| Folhapress -

Passeios liberados. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Guararema)
 

NILSON HERNANDES
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A diminuição do número de hospitalizações e óbitos juntamente com o avanço vacinal contra a covid-19 fizeram com que a gestão João Doria (PSDB) estendesse o horário de funcionamento e o limite de capacidade de pessoas em parques e demais áreas de lazer, em vigor desde o dia 1º.   

GOSTA DE VIAJAR? CONFIRA AQUI DESTINOS IMPERDÍVEIS COM ÓTIMOS PREÇOS
 
Com isso, os parques públicos retomaram a visitação em seus horários habituais, sem deixar de exigir dos frequentadores o cumprimento dos protocolos de segurança contra o novo coronavírus, como o uso de máscara, o distanciamento e o álcool em gel. 

Passeios turísticos outrora muito procurados, assim como cidades com vocação turística, também acompanham as novas regras de transição do Plano São Paulo e já começam a programar a retomada segura para receber visitantes.  

Um exemplo é o passeio de maria-fumaça em Guararema, na Grande São Paulo. São quatros saídas programadas por final de semana, sendo uma pela manhã e outra à tarde. Segundo a prefeitura, o passeio dura duas horas e segue todos os protocolos sanitários.  

Para quem prefere realizar uma atividade em meio à natureza, a visita ao parque Nascentes do Tietê é uma excelente pedida. Distante 96 km da capital, em Salesópolis, o local funciona como um museu a céu aberto sobre o mais extenso curso d'água em território paulista, além de trilhas guiadas. O uso de máscara é obrigatório.  

Já aos amantes de práticas esportivas e de lazer, o parque ecológico Gruta de Santa Luzia alia natureza com uma área de recreação para crianças. Localizado em Mauá, distante 35 quilômetros da cidade de São Paulo, o local conta com paisagismo projetado por Burle Marx. Além da formação rochosa que dá nome ao parque, abriga lago e nascentes, entre elas a do rio Tamanduateí.  

Por fim, outra pedida é a visita à vila de Paranapiacaba, em Santo André. São 56 quilômetros que separam a histórica vila ferroviária construída por ingleses, no século 19 da capital paulista. Neste mês de agosto, a feira de artes e antiguidades acontecerá todos os finais de semana.  

Atividade ao ar livre requer máscara e álcool em gel A infectologista Maria Luiza do Nascimento Moura advertiu que as pessoas que não estão completamente imunizadas correm o risco de adquirir a forma grave do coronavírus. Assim, ainda é preciso cautela.  

"Ainda não temos uma parcela representativa de pessoas totalmente imunizadas. Por isso, não se pode relaxar com as medidas preventivas".  

Sobre as novas regras de flexibilização estabelecidas pelo Plano São Paulo, a médica alertou que é preciso muita cautela, apesar da diminuição das hospitalizações e óbitos. Isso pelo fato de que a variante delta, muito mais transmissível do que as outras cepas, está circulando pelo país.  

"Quando vamos para ambientes públicos, devemos ter em mente que a Covid-19 é transmitida pelo ar. Por isso, recomenda-se distância de aglomerações, pois as gotículas emitidas pelas pessoas podem alcançar até um metro e meio de distância", lembrou a coordenadora do serviço de infecção do Hospital Vila Nova Star.  

Para as pessoas que pretendem praticar atividades ao ar livre, máscara e álcool em gel são essenciais. "A Anvisa recomenda que a máscara não deve ser utilizada por mais de três horas, entretanto quando se percebe que ela está úmida é preciso substituí-la imediatamente", recomendou a infectologista.  

Por fim, a médica lembrou que quadro gripal é impeditivo para sair de casa. "Nessa condição, a pessoa tem mais facilidade de transmitir a doença, por isso que circular desse jeito pode aumentar a contaminação de outras pessoas", concluiu.  

Amigas ressaltam a segurança sanitária Em busca de segurança sanitária em tempos de pandemia, três amigas moradoras de São Bernardo do Campo (ABC) resolveram curtir um dia de sol em pleno inverno fazendo um passeio ao ar livre.  

A farmacêutica Daiana Jesus de Oliveira, 29 anos, optou por um passeio ao ar livre no Parque Estadual da Serra do Mar  
Caminhos do Mar, por conta da segurança sanitária. "Foi possível manter um distanciamento social adequado, me senti muito segura. Outro ponto importante que observei é que todos os funcionários estavam com máscara", disse.  

Para a assistente social Renata Rosa da Silva, 42, a vontade de saber mais sobre a história do Brasil a levou ao parque. "Optei em fazer o passeio na pandemia por ser um local propício para caminhada ao ar livre e contemplação da natureza. Foi incrível a experiência", disse.  

Juliana Dias de Souza, 36, já pensava em conhecer o parque, mas a pandemia a impediu. "Sempre fiz passeios ao ar livre, mas parei de conhecer os locais durante a crise sanitária", afirmou  

Sobre a experiência, a professora aprovou. "O local respeita os protocolos, assim como os funcionários. Eu recomendo fazer durante a semana até por conta da quantidade de pessoas", concluiu.  

VEJA LOCAIS:
 
Parque Nascentes do Tietê
Abriga um conjunto de nascentes que formam o maior rio paulista em extensão, quatro trilhas em meio à mata atlântica e um museu iconográfico sobre o rio Funcionamento: todos os dias, das 8h às 17h Ingresso: R$ 6 Endereço: estrada do Pico Agudo, altura do km 6, no bairro Pedra Rajada, em Salesópolis, ou pela rodovia SP 88, acesso pelo km 107,4 Informações: www.daee.sp.gov.br/site/parquenascentesdotiete/  

TREM DE GUARAREMA
Descrição: O passeio é feito por um trem maria fumaça com três carros de madeira fabricados na Inglaterra entre 1896 e 1937, em trajeto 6,8 km, em duas horas Funcionamento: sábados e domingos, com partidas às 10h e às 14h30 (feriados, consultar programação) Ingresso: R$ 70 Endereço: rua Doutor Falcão, 4, Centro, Guararema Informações: tremdeguararema.com.br/  

PARQUE ESTADUAL DA CANTAREIRA NÚCLEO ENGORDADOR
Abriga a represa e o maquinário responsável pelo bombeamento de água à capital no início do século passado. Duas trilhas com direito a banho de cachoeira completam a visita ao local Funcionamento: de quarta a domingo, das 8h às 16h, com entrada permitida até as 14h Ingresso: R$ 16 (inteira), R$ 8 (estudantes e professores da rede pública de ensino). Crianças até 12 anos, maiores de 60 anos e pessoas com deficiência são isentos Endereço: avenida Coronel Sezefredo Fagundes, 19.100, Jardim Cachoeira Informações: guiadeareasprotegidas.sp.gov.br/  

FEIRA DE ARTES E ANTIGUIDADES DE PARANAPIACABA
A feira é realizada no Galpão de Solteiros. São 45 expositores em regime de rodízio. Além disso, há uma programação de atividades culturais online. Funcionamento: Em todos os finais de semana de agosto, das 10h às 17h Ingresso: grátis Endereço: avenida Schnoor, 404, Paranapiacaba Informações: www.fparanapiacaba.com 

PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO MAR
Abriga um precioso patrimônio ambiental, além da Calçada do Lorena, primeiro caminho pavimentado com rochas ligando o planalto ao litoral Funcionamento: quarta-feira a domingo, das 8h às 17h Ingresso: R$ 30 por pessoa Endereço: Rodovia SP-148, km 42 Informações: guiadeareasprotegidas.sp.gov.br/  

FEIRA DE EMBU DAS ARTES
Com 52 anos de história, atrai o público que vai em busca de artesanato e de antiguidades Funcionamento: Sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h30 Ingresso: entra livre Endereço: Largo 21 de abril, Centro Informações: feiradeembudasartes.com.br/

Mais notícias


Publicidade