Publicidade

viagens

Alta de casos de covid-19 acende luz amarela para quem planeja visitar o Reino Unido

Apesar de onda de casos, governo britânico não mencionou se vai adotar novamente fechamento das fronteiras ou lockdown

| ACidade ON -

A Ponte da Torre de Londres (Foto: Divulgação)
 

Pouco mais de uma semana após o anúncio da reabertura de fronteiras com vários países, incluindo o Brasil, o Reino Unido registra um repentino aumento de casos de covid-19. Então, se você estava animado e já preparando a mala para desembarcar no país, é melhor repensar.

Em apenas um mês, o aumento de casos atingiu o índice de 60%, colocando o Reino Unido como o país da Europa Ocidental com o maior número de novas infecções de covid-19. Apenas no início desta semana já se contabilizavam mais de 50 mil novos casos diários, números maiores que na fase em que o país se fechou em lockdown.

Ontem (20), o governo fez um anúncio em rede nacional e afirmou que está adotando medidas para conter novos casos, entre elas acelerar a vacinação. O governo ainda pediu aos britânicos e residentes que não se vacinaram para que o façam.

Apesar desta nova onda de covid-19, o governo britânico não mencionou se vai adotar novamente medidas mais restritivas como o fechamento das fronteiras ou um novo lockdown. Para quem planeja e, principalmente para quem já comprou passagem e hospedagem, o importante é acompanhar as notícias para não ser pego de surpresa

REABERTURA E FIM DE QUARENTENA

Após comemorar a decisão do governo brasileiro em reabrir, no início de outubro, as fronteiras para visitantes provenientes do Reino Unido, o país europeu respondeu à altura, permitindo o desembarque de visitantes que chegam de voos do Brasil e com a boa notícia do fim da quarentena para vacinados.

Assim como a posição do Brasil em receber apenas visitantes vacinados e ainda com a exigência do teste PCR, o Reino Unido estabeleceu alguns requisitos para o desembarque, entre eles apresentar um teste PCR negativo realizado em até 72 horas antes da chegada e ainda ter sido imunizado com as vacinas da Astra Zeneca, Moderna, Pfizer ou Janssen.

Quem preenche estes requisitos não precisa mais ficar em isolamento profilático por dez dias.

Quem foi vacinado com Coronavac ou não foi imunizado, ainda assim poderá entrar no país, desde que apresente o teste PCR negativo e cumpra o isolamento, porém sem a obrigação de se hospedar em hotéis designados pelas autoridades sanitárias locais.

VIAJE PELO BRASIL

Está com receio de viajar para Londres ou para outras cidades no exterior? Uma dica é fazer como muitos outros brasileiros estão fazendo: turismo doméstico. Apesar da reabertura de fronteiras pelo mundo, muitos países como o Reino Unido vêm registrando instabilidade no controle da pandemia.

Por isso, se você não quer se expor a riscos e ficar horas de máscara dentro de um avião, pegue um carro, um ônibus, um trem e até mesmo um voo rápido e conheça melhor os mais belos destinos nacionais.

Uma ótima opção para aproveitar promoções de pacotes e hospedagens é a plataforma de viagens zarpo.com.br e se você quiser voar um pouco mais longe, mas para lugares mais próximos do Brasil como o Caribe ou o México, a Zarpo também tem parceiros nestes destinos.

Mais notícias


Publicidade