Publicidade

viagens

The New York Times coloca parque no Piauí entre os top destinos deste ano

Jornal descreve as belezas da caatinga, com seus cânions e cactos, além da arqueologia presente no parque

| ACidade ON -

Parque do Piauí (Foto: Divulgação)

O turismo de massa em grandes centros urbanos parece estar perdendo força, motivado principalmente pelo distanciamento social e restrições impostas pela pandemia. Em contrapartida, destinos focados em sustentabilidade e no meio ambiente vem ganhando destaque entre quem viaja e indica viagens.

Parques nacionais nos Estados Unidos, reservas animais na África e ilhas isoladas na Europa entraram recentemente em listas de publicações de lugares para visitar este ano. 

GOSTA DE VIAJAR? CONFIRA AQUI DESTINOS IMPERDÍVEIS COM ÓTIMOS PREÇOS 

O turista brasileiro não precisa ir longe para visitar alguns destes lugares que figuram em listas de destinos mais desejados. O The New York Times, um dos jornais mais importantes do mundo, acaba de publicar sua lista anual de top destinos e entre eles está o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Estado do Piauí.

Assim como a National Geographic destacou recentemente destinos junto à natureza, o The New York Times elenca 52 lugares no mundo para o viajante se conectar com o meio ambiente.

O artigo do The New York Times descreve as belezas da caatinga, bioma predominante da região, com seus cânions e cactos, além da arqueologia presente no parque que dá indícios de como os humanos chegaram às Américas.

"O que distingue este parque nacional de inúmeras outras paisagens brasileiras de tirar o fôlego são os restos arqueológicos e artísticos de humanos antigos que muitos pesquisadores acreditam ter chegado há mais de 20 mil anos", diz o texto.

A publicação destaca ainda o Museu do Homem Americano e o Museu da Natureza, localizados no parque, e as recentes melhorias feitas nas dependências do local para melhor receber os turistas.

O parque, que é Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991, reúne mais de mil sítios arqueológicos - uma das maiores concentrações em todo o mundo -, sendo 173 abertos à visitação e 17 acessíveis a cadeirantes. O local guarda os vestígios mais antigos da presença do homem nas Américas.

Em 1993, o parque passou a constar do Livro de Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico, do Iphan. Na área tombada foram localizados cerca de 400 sítios arqueológicos. A maioria deles contém painéis de pinturas e gravuras rupestres de grande valor estético e arqueológico. A área faz parte de um dos 63 parques nacionais do Brasil e está entre as dez que protege a caatinga, sendo constituída de quase 40% da caatinga protegida no país.

Com uma área de aproximadamente 130 mil hectares, está localizado no sudeste do Estado do Piauí e ocupa parte dos municípios de São Raimundo Nonato, João Costa, Brejo do Piauí e Coronel José Dias. A distância que o separa da capital do Estado, Teresina, é de 530 quilômetros.

Confira a lista dos 52 top destinos para conhecer em 2022, segundo o The New York Times

Aproveite para descansar em Teresina

Quem voa para o Piauí, tem Teresina como portal principal de entrada. Uma dica para descansar da viagem de 530 km entre a capital e o parque é se hospedar no Uchôa Teresina Hotel. O local conta com o restaurante Confraria Uchôa, onde é servido o café da manhã incluso na tarifa, bar, espaço kids e academia. São três opções de acomodações de 18 a 23 m², equipadas com Smart TV 42, AC, cortina blackout e frigobar.

Reserve a sua estadia com desconto

Mais notícias


Publicidade