Publicidade

viu essa?

Zé Neto entra com processo contra Luisa Mell após ser acusado de maus-tratos a animais

Ativista publicou vídeo em que crítica Zé Neto por fazer romaria montado em burro; Cantor pede R$ 30 mil reais

| ACidade ON -

 

Zé Neto entrou com processo contra Luisa Mell (Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor José Toscano Martins Neto, da dupla Zé Neto e Cristiano, entrou com um processo contra a ativista Luisa Mell por danos morais. Ele pede R$ 30.731,00 por ter sido acusado de maus-tratos a animais enquanto fazia uma romaria de Camanducaia (MG) a Aparecida (SP) montado em um burro. 

Em setembro, Luisa Mell publicou um vídeo em suas redes sociais criticando Zé Neto por supostamente percorrer o trajeto, por cerca 1.180 quilômetros, montado em um único animal. O cantor rebateu a ativista e chegou a mencionar o processo. 

Além da indenização por danos morais, a defesa do sertanejo quer que Luisa Mell apague o vídeo das redes sociais. O advogados alegam na ação que a publicação é inverídica e causou prejuízos negativos à imagem de Zé Neto.  



DECISÃO 

O juiz Gustavo Henrique Bretas Marzagão, da 35ª Vara Cível de São Paulo, determinou que Luisa Mell remova a publicação em até dois dias, sob pena de multa de valor a ser fixado. 

Segundo ele, o vídeo e a foto divulgam fatos inverídicos. 

Na decisão, o magistrado escreveu que há documentos que compravam que a rota entre Camanducaia e Aparecida tem aproximadamente 141 km e foi percorrida por Zé Neto em cinco dias. Além disso, houve revezamento entre os animais, que foram acompanhados por dois médicos veterinários. 

O magistrado também alegou que Luísa Mell é nacionalmente conhecida no meio televisivo e em redes sociais como defensora dos animais e que a conta em que ela realizou a postagem possui quase quatro milhões de seguidores. 

De acordo com ele, em razão desse destaque, as opiniões emitidas por meio desses canais de comunicação ganham rapidamente repercussão nacional, atingindo milhões de pessoas.
Até fechamento desta matéria, Luisa Mel não se manifestou sobre o processo.

Mais notícias


Publicidade