Justiça absolve professora que colocou aluno em saco na região de Ribeirão Justiça absolve professora que colocou aluno em saco na região de Ribeirão

Justiça absolve professora que colocou aluno em saco na região de Ribeirão

Caso aconteceu em Restinga, em 2014; juiz considerou que não há provas de tortura contra professora

  

Professora segura a perna do aluno para colocá-lo em saco de lixo em Restinga - Foto: Reprodução/EPTV

A Justiça de Franca, na região de Ribeirão Preto, absolveu uma professora e a auxiliar de sala de aula que foram acusadas de colocar alunos em sacos de lixo em Restinga. O caso aconteceu em 2017 e elas foram indiciadas por tortura e maus-tratos.  

Segundo as investigações, um vídeo gravado no dia 14 de setembro, mostra a auxiliar e a professora colocando um menino dentro de um saco de lixo preto. Uma coloca o garoto em pé, em cima do saco, e o segura pelos braços, enquanto a outra tenta puxar e fechá-lo.  

VEJA TAMBÉM 

Veja a previsão para liberação da internet 5G em Ribeirão 

Moradores do interior paulista registram em vídeo clarão no céu 

Na decisão, o juiz Alexandre Semedo de Oliveira considerou que seria improvável que a professora e a auxiliar teriam torturado as crianças, já que estavam cientes de que a sala de aula contava com câmeras. 

Além disso, afirmou que as provas indicam que as crianças gostavam de ambas, '[...] o que, novamente, não é o que se espera num ambiente em que a professora tortura seus alunos', escreveu na decisão. 

'Em suma, ainda que se possa criticar a postura da ré [...] nas vezes em que submeteu seus alunos a serem enfiados em sacos plásticos, os fatos simplesmente não são alcançados pelo direito penal, ainda que passíveis de penalidades administrativas e, mesmo, de reparação civil, pelo que a improcedência da ação é de rigor. E, absolvida ela, por óbvio que [...] também deve ser inocentada visto que seu delito seria omissivo e somente se perfazeria se houvesse crime praticado por aquela', pontua. 

LEIA MAIS - 'PodFalar, Mãe!': novo episódio aprofunda discussão sobre tecnologia e desenvolvimento infantil

Mais Notícias

Mais Notícias