ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

Lazer e Cultura

Teatro de rua foi ponto alto da Feira do Livro no sábado

Público lotou esplanada do Theatro Pedro II para ver a Cia. Dita Cuja, mas estandes tinham baixo movimento

| ACidadeON/Ribeirao

 

A tarde do penúltimo dia da 18ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, sábado (26), atraiu muita gente à esplanada do Theatro Pedro II para ver o teatro de rua da Cia. Dita Cuja, que apresentou o espetáculo "Desventuras de um Quixote, em Terras de um País Qualquer ou Nenhum". 

Talvez porque a atração cultural chamou mais atenção no momento ou porque muitas pessoas evitaram sair de casa para economizar combustível, pelos corredores dos estandes o movimento era baixo em pleno meio de tarde.  

"Eu acho que poderia ter mais gente, mas não acontece porque acho que o povo está pouco interessado em cultura. É necessário dar continuidade a ações como essas para, em breve, se ter um retorno", observou o vendedor Eduardo Grilo, de 45 anos, que compareceu ao evento interessado em livros e nas palestras da programação, que ocorriam em espaços fechados do entorno. 

Não se arrependeu. "É o terceiro ou quarto ano que eu venho. Eu estou chegando agora, mas parece estar bem interessante. Estou bem satisfeito, gostei dos livros e os preços agradaram", diz.  

A estudante de pedagogia Leticia Moreira de Oliveira, de 19 anos, que visitava a feira pela primeira vez este ano também teve uma impressão positiva. "Pelo que estou vendo, imagino que a semana está sendo maravilhosa", diz. 

Leticia foi uma das pessoas que pararam para assistir à peça da Cia. Dita Cuja, que fez uma releitura da obra "Dom Quixote", do espanhol Miguel de Cervantes, atrelada à realidade atual brasileira. "Me chama a atenção a energia dos atores, o figurino... é tudo muito bonito de se ver e realmente chama a atenção o carisma deles. O grupo está de parabéns", comenta a estudante. 

Segundo a assessoria de imprensa da feira, mais de 150 mil visitantes já prestigiaram a programação da feira até este sábado (26). Entre eles, sete mil estudantes de escolas das redes municipal, estadual e projeto educandário passaram pelo projeto "Combinando Palavras", que promove o estudo de um escritor presente na feira para que os alunos tragam perguntas, textos e releituras a respeito de seu trabalho e tenham contato direto com ele.

Até domingo (27), quando o evento se encerra, terão sido 250 atividades gratuitas. Na noite deste sábado ainda tem apresentação da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, a partir das 20h30, no Theatro Pedro II. O mesmo palco recebe, no domingo (27), o espetáculo "Crianceiras Manoel de Barros" (16h), que mescla teatro e música para introduzir a criançada no universo do poeta, e o show de encerramento da feira, com a cantora ribeirão-pretana Verônica Ferriani (18h), entre outras atividades em diferentes espaços do Centro.

Todos os eventos são gratuitos. 

A estudante de pedagogia Leticia Moreira de Oliveira (Foto: Pierre Duarte / Especial)


Veja também