Entenda por que o estádio de São Carlos foi vetado pela FPF Entenda por que o estádio de São Carlos foi vetado pela FPF

Entenda por que o estádio de São Carlos foi vetado pela FPF

Secretaria de Esportes e Cultura se posicionou e falou sobre o prazo previsto para retorno dos jogos no grande Luisão


Registro de dérbi em São Carlos mostra más condições do gramado. Foto: Rafael Bastos/São Carlos FC

São Carlos começou a semana com uma 'bomba': o veto da Federação Paulista de Futebol (FPF) ao Estádio Luís Augusto de Oliveira, o Luisão, para realização de trenos e jogos oficiais. O motivo da interdição foi queixa recorrente entre os torcedores que frequentavam o local: condições precárias.

De acordo com a Portaria nº 95/22 da Federação, a proibição foi causada pela situação em que o gramado se encontra, problema que já tinha sido comentado por torcedores desde o início do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, em abril deste ano, e que chegou até a dificultar os jogos dos times da cidade.

A Secretaria de Esportes e Cultura defendeu que 'houve um desgaste excessivo do gramado devido a quantidade de jogos e treinamentos que ocorreram no campo'. A pasta foi comunicada da decisão na segunda-feira, junto com as duas equipes da cidade, e informou que já iniciou o processo de recuperação do espaço.

'A Federação deu para a prefeitura um mês para fazer as adequações no gramado. Começamos hoje, dia 28 de junho, a fazer essas adequações, reformas e melhorias no gramado para que a gente, no prazo de um mês, consiga entregar de volta o gramado em condições de jogo', explicou o secretário Luiz Lopes. 

Outras interdições 
O Estádio do Luisão não foi o único vetado pela Federação no mês de junho, mas foi o único a ser vetado por más condições de conservação. Pelo menos seis outros estádios foram vetados este mês por falta de laudos de prevenção e combate a incêndio e auto de vistoria do Corpo de Bombeiros. Destes, os estádios de Santana de Parnaíba e Guarulhos já foram liberados.  

Entre os também interditados estão os estádios de Canindé (Dr. Oswaldo Teixeira Duarte); Matão (Dr. Hudson Buck Ferreira); Caieiras (Carlos Ferracini) e Barueri (Vila Porto).      

Vereador de São Carlos denunciou problemas do estádio nas redes sociais. Foto: Reprodução/Marquinho Amaral

Jogos transferidos
Se o prazo de um mês se concretizar, a cidade 'perderá' pelo menos cinco jogos, voltando a receber torcedores em 31 de julho, pela quinta rodada da segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, em jogo entre Grêmio São-carlense e Penapolense.

Veja como ficam os jogos que tinham o Luisão como mandante:

Sub-20 - 10ª rodada (equipes desclassificadas)
Grêmio São-carlense
x Taquaritinga
Quarta-feira, às 15h, no Estádio Benito Agnello Castellano, em Rio Claro

Sub-15
São Carlos FC
x Guarani FC
Sábado, às 9h, no Estádio Sócrater Stamato, em Bebedouro

Sub-17
Grêmio São-carlense
x Comercial RP
Sábado, às 11h, no Estádio Benito Agnello Castellano, em Rio Claro

Sub-23 (Segunda divisão)
Grêmio São-carlense
x Manthiqueira FC
Domingo, às 10h, no Estádio Dr. Hermínio Ometto, em Araras

Grêmio São-carlense x Paulista de Jundiaí
24 de julho, às 10h, local a definir 

VEJA TAMBÉM 

São Carlos cria 260 novas vagas com carteira assinada em maio

Thayná Cunha

Thayná Cunha é repórter do acidade on desde 2019. Formada em Jornalismo pela Universidade de Araraquara em 2017, atuou em assessoria de imprensa e foi editora do g1 São Carlos. Tem como editorias de maior interesse entretenimento, cultura e comportamento.+ info

Mais Notícias

Mais Notícias