29 de fevereiro de 2024
- Publicidade -
Tudo Notícias

REVIEW / Demo de Final Fantasy VII Rebirth mostra o que vem por aí

Jogo é um dos mais aguardados do ano e tem potencial para ser um dos destaques de 2024; confira o gameplay

Jogamos a demo de Final Fantasy VII Rebirth

Final Fantasy VII, lançado em 1997, é um dos grandes clássicos da franquia de RPG, desenvolvida pela Square Enix. E, ao que tudo indica, a sua versão remake, Final Fantasy VII Rebirth, tem tudo para ser igual (ou até mais) que seu antecessor.

O clássico chega em breve, mas, para dar um gostinho do que vem por aí, a Square Enix liberou uma versão demo que será dividida em duas partes: a primeira chegou agora, no começo de fevereiro, e a segunda chegará no final do mês, no dia 21.

Por meio da primeira demo conseguimos ver mais detalhes da jogabilidade, como a história será apresentada e, claro, a parte gráfica. E, posso dizer tranquilamente, o jogo promete!

A história

Na demo, conhecemos os fatos envolvendo Cloud Strife e seus colegas, após a grande batalha contra a terrível corporação Shirne. Após uma breve recapitulação, vemos um pouco mais sobre o passado do protagonista e seu envolvimento com Sephiroth, o famoso Solider dado como morto, e que se mostra o vilão principal.

Com isso, a demo traz diversos flashs que, inclusive, envolvem outros personagens, como Tifa, por exemplo. Além disso, também podemos ver alguns locais notórios na história do jogo, como Nibelheim, cidade natal de Cloud e Tifa.

Nesse sentido, é importante fazer um pequeno adendo: durante nossa exploração temos a oportunidade de jogar um mini game, onde precisamos tocar piano. Sem brincadeira, essa foi uma das partes mais divertidas da demo!

Então, tenham certeza de que essa parte histórica, da trama e dos personagens foi muito bem pensada e manterá a essência original de Final de Fantasy VII.

Tecnologia

Agora, o que realmente é um grande divisor de águas será a parte gráfica. O original chegou no final da década de 90, então estamos falando de uma diferença tecnológica de quase 30 anos.

- Publicidade -

Ou seja, Final Fantasy VII Rebirth terá todo o poder gráfico do PlayStation 5. Pela demo, já podemos sentir a qualidade visual, com detalhes impressionantes. É verdade que essa parte visual não se compara ao último jogo da franquia, o Final Fantasy XVI, mas pode ter certeza de que para os saudosos do sétimo título da saga, a nova versão irá agradar.

A jogabilidade não é complicada, sendo, na verdade, bem prática na verdade. O que, às vezes, dá um pouco de dor de cabeça para os jogadores é a mecânica de RPG de Final Fantasy VII Rebirth, que, naturalmente, tem várias variáveis, por conta do equipamento, habilidades etc, que dependem de gerenciamento.

Mas, acreditem, nada que seja impossível de se adaptar.

Final Fantasy VII Rebirth não tem versão dublada em português do Brasil, mas conta com textos e legendas no nosso idioma, o que é um ponto bem positivo.

- Publicidade -

Confira, abaixo, nosso gameplay!

plugins premium WordPress