Educadora é investigada por má conduta em CER de Araraquara Educadora é investigada por má conduta em CER de Araraquara

Educadora é investigada por má conduta em CER de Araraquara

Prefeitura instaurou PAD para apurar denúncias de funcionários em relação ao comportamento da servidora com crianças da unidade

Prefeitura de Araraquara abre PAD para investigar denúncias contra funcionária  (Foto: Amanda Rocha/acidade on)
 
A Prefeitura de Araraquara instaurou um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar denúncias contra uma educadora infantil. O procedimento foi publicado nos atos oficiais do município desta quinta-feira (04). 

De acordo com o documento, funcionários de um Centro de Educação e Recreação (CER), que fica no Vale do Sol, apontaram que uma servidora estava apresentando comportamento inadequado em relação ao trato com os alunos. 

A funcionária, responsável por acompanhar crianças autistas e com deficiência, estaria elevando o tom de voz e utilizando de grosserias e vocabulário inadequado para chamar a atenção dos alunos. 
 

VEJA TAMBÉM  

Auxílio de R$1 mil deve atender 735 caminhoneiros de Araraquara 

Casal abre a porta, é rendido e carros são roubados em Matão 
 

Consta ainda nas denúncias 'movimentos bruscos para conter [as crianças] e fazer com que olhem para ela, além de chacoalhões e gritos'. 

Os funcionários denunciaram ainda uso constante do celular em horário de trabalho, insubordinação e descontrole emocional.  

De acordo com o PAD, as denuncias configuram infração a artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que tratam dos direitos da criança ao estudo e proteção, além de impedir atos de negligência e/ou violência.  

A Prefeitura conta com um prazo de 60 dias para análise da denúncia, prorrogável pelo mesmo período. Neste tempo, a funcionária deverá apresentar sua defesa. 
  

LEIA MAIS  

Honda começa a pré-venda do novo SUV HR-V brasileiro 


Mais Notícias

Mais Notícias