- Publicidade -
PolíticaAumento zero, renovação da frota, ar e Wi-Fi: as promessas para o transporte em Araraquara

Aumento zero, renovação da frota, ar e Wi-Fi: as promessas para o transporte em Araraquara

Prefeitura trabalha nos bastidores para publicar decreto que regulamenta subsídio do transporte em Araraquara

- Publicidade -

A Prefeitura de Araraquara trabalha para regulamentar o subsídio anual de R$ 6 milhões para as empresas que operam o transporte coletivo e entre as contrapartidas prometidas estão o ajuste nos horários e linhas, “aumento zero” na tarifa em 2024 e a renovação da frota com veículos que tenham ar, Wi-Fi e tomadas USB.

Durante participação em audiência pública realizada na Câmara Municipal na última segunda-feira (19), o secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, informou que as empresas deverão ser chamadas em breve para assinar um adendo ao contrato de concessão com as cláusulas que preveem o benefício e os critérios para o pagamento.

- Publicidade -

“A primeira coisa que teve concordância foi não ter o reajuste da tarifa previsto para ser aplicado em janeiro. Será aplicado apenas em janeiro de 2025 e ficará um ano sem aumento. Isso foi pactuado. Estamos acertando ainda novos intervalos dos ônibus, principalmente nos horários noturnos, sábado e domingo, quer dizer, estreitar um pouco mais os intervalos e diminuir o tempo de espera dos passageiros”, introduziu Nilson Carneiro.

Nilson Carneiro, secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana
Nilson Carneiro participou de audiência pública na Câmara de Araraquara (Foto: Walter Strozzi)

No final do ano passado, às vésperas da aprovação do subsídio pela Câmara Municipal, vereadores receberam uma carta compromisso assinada pela Paraty Mobilidade com os pontos abordados pelo secretário e informando a possibilidade de financiamento de novos ônibus com ar condicionado, Wi-Fi e carregador de celular.

“Estamos aguardando, a empresa fez um pedido junto ao Ministério das Cidades para receber financiamento e adquirir novos ônibus e por esse pacto teria ar-condicionado, carregador de celular e Wi-Fi. São itens que estamos fechando dentro do contrato para que possa ser pago o subsídio”, completou o responsável pela fiscalização da concessão.

Nilson Carneiro, secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana

Com a extinção da CTA (Controladoria do Transporte de Araraquara) no ano passado, a fiscalização do novo contrato ficará a cargo da secretaria de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana. Nilson Carneiro explicou que a tecnologia será uma das aliadas para verificar o cumprimento das metas pelo CAT (Consórcio Araraquara de Transporte).

“Temos o monitoramento por GPS, um sistema de inteligência para fiscalizar o cumprimento de todos os horários e notas serão dadas em relação a isso. Temos uma coisa chamada OSO (Ordem de Serviço Operacional), com os horários que cada linha tem que cumprir e vamos fazer a conferência do cumprimento de todas as viagens. A partir disso, temos uma nota e definimos essa questão”, explicou o secretário municipal.

Nilson Carneiro, secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana
Usuários relataram diferentes problemas com o transporte de Araraquara durante audiência (Foto: Walter Strozzi)

O responsável pelo Transporte também afirmou que a pasta vem estudando o crescimento da cidade e que, em parceria com o Conselho Municipal de Usuários do Transporte Coletivo, promoveu alterações nas linhas e horários para atender a população.

Na audiência realizada na Câmara na última segunda-feira, o representante da Paraty Mobilidade, Luiz Gustavo Herszkowicz, afirmou que o subsídio aprovado recentemente pela Câmara Municipal será insuficiente para garantir “muitas melhorias” no serviço oferecido à população. Mas, apesar disso, garantiu aos vereadores que cumprirá o conteúdo da carta.

“Bom ou ruim, o subsídio vem para manter o transporte. Não é suficiente para que possamos fazer melhorias. Vem, definitivamente, para mantermos o transporte e não para ficar fazendo melhorias. O custo da empresa não vai diminuir, ele é o mesmo e o subsídio vem para pagar os custos do transporte que não estão sendo pagos pela tarifa”, afirmou o representante.

- Publicidade -

“Houve um compromisso da empresa de fazer algumas melhorias e vamos cumprir, como o acréscimo de veículos, ampliação da operação aos sábados e domingos, então o subsídio vem para manter o transporte e fazer essas melhorias pontuais”, finalizou.

Luiz Gustavo Herszkowicz, representante da Paraty Mobilidade
Representante da Paraty Mobilidade usou a tribuna para apresentar que o transporte é deficitário (Foto: Walter Strozzi)

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Araraquara e região? Siga o perfil do acidade on Araraquara no Instagram e também no Facebook.

Receba notícias do acidade on Araraquara no WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o link aqui.

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Araraquara e região por meio do WhatsApp do acidade on: (16) 99151-3088.

- Publicidade -
Walter Strozzi
Walter Strozzihttp://www.acidadeon.com/araraquara
Formado em Jornalismo pela Uniara (Universidade de Araraquara), Walter Strozzi é repórter no acidade on desde 2018. Anteriormente atuou na Tribuna Impressa, Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal e CBN Araraquara.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -