- Publicidade -
PolíticaBaile do Carmo é reconhecido como patrimônio cultural de Araraquara

Baile do Carmo é reconhecido como patrimônio cultural de Araraquara

Assinatura de decreto ocorreu às vésperas da realização de mais uma edição do evento centenário

- Publicidade -

O tradicional Baile do Carmo foi reconhecido como patrimônio cultural de Araraquara. A solenidade que marcou a assinatura do decreto que determinou o tombamento da festividade foi realizada na última segunda-feira (8) com a presença de autoridades e organizadores.

O reconhecimento do Baile do Carmo como patrimônio cultural da cidade vinha sendo reivindicado desde 2023, quando a Câmara Municipal entregou um relatório ao COMPPHARA (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Arquitetônico, Paleontológico, Etnográfico, Arquivístico, Bibliográfico, Artístico, Paisagístico, Cultural e Ambiental).

- Publicidade -

O documento, que possui 27 páginas, descreveu a história e a importância do evento para a cultura de Araraquara e para a comunidade negra. A pesquisa foi conduzida pela vereadora Fabi Virgílio (PT), com colaboração da jornalista Fernanda Miranda e consultoria de Valquíria Tenório, Cláudio Claudino e Alessandra Laurindo.

No século passado, por conta de uma cultura racista, negros e brancos não podiam ocupar os mesmos lugares, por isso, o baile ganhou uma notória importância para a comunidade negra da cidade e da região. O evento tem esse nome por conta das cerimônias religiosas realizadas ao redor da Igreja do Carmo, que era uma das poucas que permitia a entrada de pessoas negras. A edição deste ano será realizada de 10 a 14 de julho, com uma programação que conta com feijoada, futebol, música e um jantar de gala.

HISTÓRIA CENTENÁRIA

O Baile do Carmo tem sua origem na primeira metade do século XX, provavelmente na década de 30. Tratava-se, nesse momento, de um “baile de gala”, realizado no Teatro Municipal de Araraquara, com música executada pelas mais famosas orquestras do estado de São Paulo e indumentária específica. Com algumas modificações, o evento prosseguiu até o final da década de 80, sendo realizado por associações recreativas negras. No final da década de 60, o baile passou a ser realizado em salões de clubes das elites araraquarenses, sendo prova da atuação e negociação entre os diretores das associações e os proprietários desses salões, visto que esses salões não eram acessíveis para negros em dias habituais.

A partir de 1987, com a extinção das associações recreativas, o evento passou a ser realizado por um promotor de eventos que transformou o Baile do Carmo em uma semana de festividades, com diversos eventos, tais como futebol, desfile de moda, coquetel dançante, pagode e feijoada. Além da criação de outros eventos, para atrair a participação jovem, a própria “noite de gala” foi sendo transformada a partir da modificação no repertório musical, que incluiu outros estilos. O Baile do Carmo da atualidade é um amplo evento que procura agradar a todos os gostos e idades. No entanto, desde a origem, o evento tem a capacidade de reunir diversas gerações, pois muitos pais e mães levavam suas filhas e filhos para o evento, para apresentá-los à comunidade.

PROGRAMAÇÃO BAILE DO CARMO

O Baile do Carmo 2024 começa nesta quarta-feira (10), às 20h, com um show de Vanessa Jackson e Thulla Melo, no Sesc Araraquara, com entrada gratuita. O evento foi reconhecido como patrimônio cultural devido à sua importância para a cultura e a comunidade negra.

- Publicidade -

A programação prossegue na quinta-feira (11), feriado de São Bento, no Quintal do Carmo, com o show intitulado “Do hip hop ao samba”, com KL Jay, membro dos Racionais MC’s e Quarteto Preto. Já na sexta-feira (12), às 22h, será realizado o “Baile da black music” com a banda Multigroove, no salão de festas do Orfanato Renascer, no Jardim Água Branca.

O final de semana também vem repleto de atrações. No sábado (13), às 14h, a Ascar receberá o evento “Sabadão Futebol & Samba” com Batuque 011 e Sté Oliveira. No mesmo dia, às 22h, será realizada a “Noite de gala” com a orquestra Jazz Big Band, DJ Rodrigo Rosa e Serginho Empório da Nostalgia, no salão de festas do Orfanato Renascer.

No domingo (14), às 11h, o Orfanato Renascer receberá a “Feijoada da família”. Às 16h, o mesmo local sediará o último evento da programação, o “Quintal do Pagodinho”, com Zé Roberto, Pedrinho da Flor, Leandro D’Menor, Samba da Seriguela e DJ Bogé.

FIQUE ON

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Araraquara? Siga o perfil do acidade on Araraquara no Instagram e também no Facebook.

Receba notícias do acidade on Araraquara no WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o link aqui.

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Araraquara e região por meio do WhatsApp do acidade on: (16) 99151-3088.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -