Suspeito de matar estudante da Unicamp tinha símbolo nazista no quarto Suspeito de matar estudante da Unicamp tinha símbolo nazista no quarto

Suspeito de matar estudante da Unicamp tinha símbolo nazista no quarto

Michael Douglas da Silva é suspeito de matar Mayara Roquetto Valentin, de 23 anos; ele segue foragido

Parede de quarto do suspeito de matar Mayara (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)


A Polícia Civil encontrou um símbolo nazista, a suástica, desenhado na parede do quarto do suspeito de matar a estudante da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Mayara Roquetto Valentin, de 23 anos.

No quarto de Michael Douglas, de 28 anos, havia ainda escritos de 'Massacre de Suzano (sic)' e 'Lazaro Barbosa', em recordação dos dois casos de violência recentes ocorridos no Brasil.

O homem é apontado como o assassino da jovem e ainda segue foragido. Ele estava morando em uma pensão em São João da Boa Vista há cerca de 20 dias.

ENCONTRADA MORTA APÓS DESAPARECIMENTO

O corpo de Mayara foi encontrado em uma área de mata do município, no domingo (15), após ela desaparecer.Mayara saiu para fazer uma caminhada na cidade natal e depois não foi mais vista.

Ela foi encontrada na Serra da Paulista, uma área de mata, com 28 golpes de faca, de acordo com a polícia. Os ferimentos estavam no peito, pescoço, braços, costas e cabeça da vítima. Ainda segundo os legistas, não foi encontrado nenhum sinal de violência sexual.

Para a polícia, o homem de 28 anos teria se escondido na Serra da Paulista, também conhecida como 'Pedra do Urubu', após tentar matar a vizinha. No local, ele teria encontrado e matado Mayara.

A jovem morava em Campinas, onde frequentava a faculdade, mas havia viajado para a cidade natal para passar o fim de semana com a família. Ontem, a Unicamp decretou três dias de luto (veja mais abaixo). 

Vítima estudava na Unicamp (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)
BUSCAS

Até o momento, mais de 40 policias com cães farejadores estão em busca de Michael Douglas, percorrendo a mata. Ele segue foragido até o momento.

Sobre os desenhos encontrados na parede da pensão, a Polícia Civil vai acionar a perícia para avaliar os inscritos. 

ÚLTIMO REGISTRO

Nas redes sociais, circula o último registro de Mayara saindo de casa ontem, às 10h18. Depois, não voltou mais. Ela usava uma blusa escura, calça legging e tênis branco.

Os delegados responsáveis pela investigação não descartam nenhuma hipótese do crime, incluindo homicídio, feminicídio e latrocínio - o roubo seguido de morte. O suspeito continua foragido.

Hoje cedo, o corpo de Mayara foi enterrado no cemitério municipal de São João da Boa Vista. O cortejo foi acompanhado por amigos e familiares, todos abalados com a morte da jovem. 

Parentes alegaram que Michael Douglas é esquizofrênico (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

QUEM É O SUSPEITO

Michael Douglas era diagnosticado com esquizofrenia, segundo a Polícia Civil de São João da Boa Vista. A família dele confirmou que ele tem problemas psiquiátricos e que já tentou, inclusive, matar o padrasto. Ele chegou a ser preso na ocasião.

Michael Douglas da Silva ainda é suspeito de tentar matar outra mulher que estava na pensão no sábado (14), um dia antes do crime de Mayara. No entanto, a arma falhou e ele fugiu então para a área de mata.

MANDADO DE PRISÃO

Conforme o delegado Fabiano Antunes, já há um mandado de prisão temporária contra ele por conta do caso de sábado. Michael Douglas tem ainda passagem por crime de violência doméstica e porte ilegal de arma. 
Último registro de Mayara que circula nas redes sociais (Foto: Reprodução/EPTV)
UNICAMP

Mayara era estudante de Ciências Biológicas da Unicamp.
A diretoria do IB (Instituto de Biologia), onde ela ingressou em 2017, emitiu uma nota de pesar na qual decretou luto de três dias. Confira a nota na íntegra:

'É com extremo e profundo pesar que a Diretoria do Instituto de Biologia da Unicamp determina luto de 3 (três) dias pelo falecimento, no dia 15 de maio de 2022, da nossa querida aluna, Mayara Roquetto Valentim.

A Mayara ingressou no curso 06 - Ciências Biológicas em 2017, tendo concluído a modalidade AL no segundo semestre de 2021. Atualmente, estava cursando a modalidade AJ e atuando como PAD da disciplina BF583.

Foi uma aluna extremamente participativa no curso e querida por colegas de sala e docentes. Mayara nos deixa com 23 anos e muita saudade. Aos familiares, amigos e colegas enlutados, nossos mais sinceros sentimentos'.

Mais Notícias

Mais Notícias