- Publicidade -
CotidianoCalor: março teve temperatura acima da média em 23 dias

Calor: março teve temperatura acima da média em 23 dias

Último mês em Campinas teve chuva abaixo da média histórica; veja dados

- Publicidade -

Catedral vista do calçadão da 13 de Maio, em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Código19)

 

- Publicidade -

O mês de março em Campinas teve 23 dias com temperaturas acima da média registrada nos últimos 31 anos, de acordo com os dados coletados pelo Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp. 

A temperatura máxima média no último mês foi de 31,1°C. De 1991 a 2021, o índice foi de 30°C. Na comparação entre as médias das temperaturas mínimas, o terceiro mês de 2022 chegou a 20,2°C. Nos 30 anos anteriores, foi de 19,2°C. 

O meteorologista do Cepagri, Bruno Bainy, explica que o último mês de março foi o quarto mais quente dos últimos 31 anos, com média mensal de 25,6°C, atrás de 2009, 2018 e 2002, com 26,1°C, 25,9°C e 25,7°C, respectivamente. 

“Só considerei os meses de março. Nesse período de 1991 a 2022 calculei as médias climatológicas e esses valores de referência de longo prazo”, detalha. 

PERÍODOS DE CALOR 

- Publicidade -

Ainda conforme o balanço do Centro da Unicamp, as temperaturas se mantiveram altas nos primeiros 10 dias de março, com as máximas oscilando entre 30°C e 35°C. 

A partir do dia 11, o quadro mudou e as temperaturas tiveram queda, porque passaram a sofrer mudanças após a passagem de sistemas frontais pelo litoral. 

“Muito embora várias frentes frias tenham passado pela costa paulista, muitas delas não resultaram em chuvas, ou registraram de forma mais isolada. Apesar disso, proporcionaram alívio temporário nas temperaturas”, informa o boletim do Cepagri. 

Conforme os índices levantados, as mínimas saíram da casa dos 23°C até o dia 11 e chegaram aos 16°C e 17°C entre os dias 27 e 29 de março. 

CHUVAS EM MARÇO 

As informações divulgadas no informe meteorológico também mostram que as chuvas se concentraram entre os dias 11 e 16, com alguns episódios de precipitação volumosa.   

No dia 12, por exemplo, Campinas chegou a ficar em estado de atenção por conta do volume acumulado, segundo a Defesa Civil. Já no dia 16, chegou a 44 milímetros. 

Já as chuvas menos volumosas ocorreram nos dias 1 e 2, e em maior volume no dia 20, quando o acumulado em 24 horas foi de cerca de 20 milímetros.

- Publicidade -
Leandro Las Casas
Leandro Las Casas
Graduado pela PUC-Campinas desde 2011, atua há 14 anos no Jornalismo, área na qual cobriu sete eleições, participou de grandes coberturas e esteve a frente de podcasts e projetos de assessoria. Começou a carreira na rádio CBN Campinas, onde foi estagiário, repórter e apresentador. No acidade on Campinas, assina matérias e reportagens de todas as editorias desde 2021.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -