- Publicidade -
CotidianoFarmácia do SUS: Saúde libera remédios sem receita médica; veja lista

Farmácia do SUS: Saúde libera remédios sem receita médica; veja lista

Medida permite que farmacêuticos da secretaria de Saúde prescrevam grupo de medicamentos nas hipóteses especiais previstas em documento

- Publicidade -
- Publicidade -

Quem costuma retirar remédios nas farmácias públicas de Campinas vai ganhar uma facilidade. Um novo protocolo definido pela secretaria de Saúde autoriza farmacêuticos que atuam nos serviços de saúde da Prefeitura a prescrever um grupo de medicamentos, a partir desta quinta-feira (20), em algumas hipóteses especiais previstas. 

Com isso, em casos mais simples, não vai ser mais necessário passar por consulta com médico, por exemplo, para conseguir receita para retirada pelo SUS. Segundo a Prefeitura, a expectativa é de que a medida agilize o fornecimento dos medicamentos contemplados aos pacientes e, ao mesmo tempo, contribua para evitar problemas como a automedicação. 

Entre os medicamentos previstos no novo protocolo, estão remédios como dipirona, ibuprofeno e loratadina – que são isentos de prescrição médica (veja a lista completa abaixo). Pacientes que participam de grupos de tabagismo também estão entre os casos beneficiados. 

Como funciona o novo protocolo de remédios sem receita médica? 

Nos casos enquadrados no novo protocolo da Saúde, os pacientes não vão precisar mais aguardar passar pela consulta com médico ou com equipe de enfermagem para conseguir receita do medicamento. Agora, basta pedir por uma consulta com o farmacêutico.  

Os 46 farmacêuticos autorizados a realizarem a prescrição atuam nos centros de saúde, policlínicas, SAD (Serviço de Atendimento Domiciliar) e no Centro de Referência em Infecções Sexualmente Transmissíveis, HIV/Aids e Hepatites Virais. 

“O paciente pode pedir uma consulta com o farmacêutico diretamente nas unidades, por teleatendimento ou visita domiciliar. Caso ele apresente uma das condições apresentadas no protocolo, o farmacêutico pode prescrever medicamentos”, explicou a coordenadora da Área Técnica de Assistência Farmacêutica no Departamento de Saúde, Vivian Cristina Matias de Oliveira Nunes. 

Ela ainda complementou que, antes do protocolo, os farmacêuticos realizavam as outras atividades do Cuidado Farmacêutico, previstas em decreto municipal publicado em 2022, mas eles ainda não tinham a possibilidade de prescrição de medicamentos por falta deste documento. 

O que pode ser prescrito e quando? 

Durante consulta farmacêutica nestas unidades do SUS Municipal, os profissionais atuantes na rede podem prescrever somente os remédios isentos de prescrição médica e para casos de problemas de saúde autolimitados. Estes são casos de enfermidades de baixa gravidade e caracterizados por breves períodos de latência, ou seja, curto período de manifestação entre a administração de um medicamento e efeito. 

- Publicidade -

Veja os sintomas que se enquadram nessa situação: 

  • azia e má digestão 
  • cefaleia (dor de cabeça) 
  • dor lombar 
  • febre 
  • pediculose (piolho) 
  • tosse 

Para cada caso, os medicamentos autorizados para prescrição e disponíveis em farmácias do SUS Municipal são: 

Azia e má digestão 
  • hidróxido de alumínio suspensão oral 
  • simeticona 75 mg/mL solução oral 
Febre, dor lombar e cefaleia 
  • dipirona 500 mg/mL solução oral (gotas) 
  • dipirona 500 mg comprimido 
  • ibuprofeno 300 mg comprimidos ou cápsulas 
  • ibuprofeno 50 mg/mL solução oral 
  • paracetamol 200 mg/mL solução oral frasco 15 mL 
  • paracetamol 500 mg comprimido 
  • Pediculose (piolho) 
  • permetrina 10 mg/mL loção capilar (frasco com 60 mL) 
Tosse 
  • dexclorfeniramina 0,04% solução oral 
  • dexclorfeniramina 2 mg comprimido 
  • loratadina 1 mg/mL xarope frasco com 100 mL 
  • loratadina 10 mg comprimido 
  • xarope guaco comum sem associações 

Pessoas que estão tentando parar de fumar e participam dos grupos de tabagismo também podem ser beneficiadas com a medida, já que é permitido aos farmacêuticos a prescrição da terapia de reposição de nicotina (goma de nicotina e adesivos de nicotina), se houver indicação, conforme previsto no Programa de Controle ao Tabagismo. 

Detalhes do documento 

O protocolo completo está disponível no site da Prefeitura de Campinas (clique aqui).

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Campinas? Siga o perfil do acidade on Campinas no Instagram e também no Facebook

Receba notícias do acidade on Campinas no WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o link aqui!

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Campinas e região por meio do WhatsApp do acidade on Campinas: (19) 97159-8294.

LEIA TAMBÉM NO ACIDADE ON PIRACICABA

Piracicaba tem início de Inverno com sol e temperaturas acima dos 30°C

Agente de trânsito é agredido por aplicar multas

- Publicidade -
Vitória Silva
Vitória Silva
Repórter no ACidade ON Campinas. Formada em Jornalismo pela Unesp, tem passagem pelos portais Tudo EP e DCI, experiência em gravação e edição de vídeos, produção sonora e redação de textos, com maior afinidade com temas que envolvem cultura e comportamento.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -