- Publicidade -
CotidianoFebre maculosa: total de mortes em Campinas chega a sete em 2022

Febre maculosa: total de mortes em Campinas chega a sete em 2022

Balanço da secretaria de Saúde se refere ao ano passado e indica, ao todo, 11 casos da doença; veja informações das vítimas e entenda os sintomas

- Publicidade -
Campinas confirma mais duas mortes por febre maculosa (Foto: Denny Cesare/Código19)
Campinas confirma mais duas mortes por febre maculosa (Foto: Denny Cesare/Código19)

 

A secretaria de Saúde de Campinas confirmou nesta quarta-feira (18) mais três mortes causadas pela febre maculosa em 2022. Com isso, chegou a sete o número de vítimas fatais e a 11 o total de infectados pela doença no ano passado. Até o início de setembro, o município tinha quatro óbitos (leia mais detalhes abaixo). A pasta considerou somente casos envolvendo moradores do município. 

- Publicidade -

Por conta da situação, a Saúde programou para esta quinta-feira (19) mais uma ação de prevenção de febre maculosa. A partir de 8h30, segundo a Administração, “está prevista uma atividade educativa casa a casa no bairro Anton von Zuben, na região Sul. O objetivo é orientar os moradores sobre os cuidados com a doença”. O trabalho também envolve a distribuição de panfletos informativos. 

 

LEIA TAMBÉM

Obras nas redes de água e esgoto sobem 44,5% em Campinas com estragos das chuvas

Campinas confirma Carnaval 2023 com mais de 60 blocos e 80 desfiles de rua

- Publicidade -

 

Veja as informações sobre as vítimas:

– Homem, 31 anos. Início dos sintomas em 30 de setembro. O local provável de infecção fica na região Sul. Evoluiu para cura.

– Mulher, 51 anos. Início dos sintomas em 13 de setembro. O local provável de infecção fica na região Sul. Morreu dia 22 do mesmo mês.

– Homem, 36 anos, Início dos sintomas em 10 de setembro. O local provável de infecção fica em outro município. Morreu dia 16 do mesmo mês.

– Homem, 38 anos. Início dos sintomas em 27 de agosto. O local provável de infecção fica em outro município. Evoluiu para a cura.

– Homem, 79 anos. Início dos sintomas em 28 de julho. O local provável de infecção fica na região Leste. Morreu em 4 de agosto

– Mulher, 36 anos. Início de sintomas em 28 de julho. O provável local de infecção fica na região Sul. Morreu em 4 de agosto.

– Mulher, 45 anos. Primeiros sintomas em 1º de julho. O provável local de infecção fica na região Leste. Morreu em 5 de julho.

– Homem, 66 anos, com primeiros sintomas no dia 24 do mês de junho. O provável local de infecção fica na região Leste. Morreu em 30 de junho.

– Homem, 27 anos, teve os primeiros sintomas em 3 de junho. O provável local de infecção fica na região Leste. Evoluiu para cura.

– Homem, 43 anos, com início de sintomas em 27 de maio. O provável local de infecção fica na região Leste. Evoluiu para cura.

– Homem, 18 anos, teve início dos sintomas em 20 de abril. O provável local de infecção fica na região Norte da cidade. Morreu no dia 24 do mesmo mês.

CUIDADOS

Ainda conforme a secretaria de Saúde de Campinas, a febre maculosa é uma infecção grave, transmitida pelo carrapato estrela infectado e os meses mais secos e frios do ano consistem no período de sazonalidade da doença, que é endêmica na RMC (Região Metropolitana de Campinas).

“Caso a pessoa passe por áreas de vegetação, mato ou pastos, especialmente próximas de cursos hídricos, onde há presença de cavalos e capivaras, deve ficar atenta, por cerca de 15 dias, aos sintomas da doença, que são febre, dor de cabeça, dor intensa no corpo, mal-estar generalizado, náuseas, vômitos e, em alguns casos, manchas vermelhas pelo corpo”, detalhou a pasta de Saúde. 

Se apresentar um destes sinais, a pessoa deve procurar imediatamente o serviço de saúde e informar que teve contato com o carrapato, ou que esteve emlocais de risco, pois os sintomas podem ser confundidos com com outras doenças febris agudas, como a covid-19 e a dengue. 

Não existe vacina contra a doença e não é possível eliminar totalmente o carrapato. A febre maculosa tem cura, mas o tratamento precisa ser iniciado precocemente com antibióticos apropriados.

 

LEIA MAIS

Amazônia: Maior desmatamento em 15 anos é registrado em 2022

- Publicidade -
Mídias Digitais
Mídias Digitaishttps://www.acidadeon.com/
A nossa equipe de mídias digitais leva aos usuários uma gama de perspectivas, experiências e habilidades únicas para criar conteúdo impactante., com criatividade, empatia e um compromisso com a ética e credibilidade.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -