- Publicidade -
CotidianoJustiça concede liberdade a jovem preso como suspeito por morte de PM do Baep em Santa Bárbara

Justiça concede liberdade a jovem preso como suspeito por morte de PM do Baep em Santa Bárbara

Denúncia de tortura por parte da corporação é investigada pela Polícia Civil e pela corregedoria da Polícia Militar

- Publicidade -

A Justiça concedeu a liberdade provisória a um jovem de 21 anos, preso com outros dois suspeitos pela participação na morte de um oficial do 10° BAEP (Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar), em Santa Bárbara dOeste. Leandro Barbosa, de 38 anos, morava em Americana e foi vítima de uma emboscada no dia 19 de maio. Ele estava de folga e foi até um condomínio na cidade vizinha para negociar uma moto, quando levou cinco tiros – leia mais abaixo.

No mesmo dia do crime, o rapaz de 21 anos e outros dois suspeitos foram presos no condomínio onde o policial foi alvejado. Os três afirmam que foram torturados por policiais militares para confessar o crime. A denúncia é investigada pela Polícia Civil e pela corregedoria da Polícia Militar. Durante a investigação, os policiais militares vão permanecer na função normalmente.

- Publicidade -

LEIA TAMBÉM

PAI-Serviço altera cronograma de agendamento em Campinas; veja como solicitar

Servidor de Hortolândia que pediu R$ 300 para adiar desocupação tem condenação mantida pelo TJ-SP

O pedido da revogação da prisão preventiva foi feito pelo Ministério Público. Desde que foi preso, o rapaz alega inocência. Na decisão, o juiz afirma que a prisão cautelar é desproporcional porque o jovem tem emprego e não aparenta ter ligação com o crime organizado.

Enquanto o caso é investigado, o jovem vai ter que cumprir alguns requisitos como se apresentar todos os meses à justiça e se recolher no período da noite.

- Publicidade -

Leandro Barbosa era cabo e fazia parte de batalhão de elite da PM desde 2019. Ele era natural da Bahia, mas morava com a família na cidade de Americana. A vítima deixa esposa e um filho de 1 ano.

O CRIME

A execução do policial aconteceu na manhã do dia 19 de maio, por volta de 10h20, em um condomínio no Parque Residencial do Lago. Segundo a polícia, o agente chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos.  

Em depoimento à EPTV, moradores relataram que dois homens aguardavam o policial dentro do condomínio e outros quatro ficaram no lado de fora. Segundo populares, o policial teria ido até o bairro por causa de uma moto.

Ainda não se sabe se ele estava comprando ou tentando recuperar o veículo. No local, ele acabou executado com tiros na cabeça e no peito.

LEIA MAIS

Descubra se médicos podem receitar sorvete para pacientes

- Publicidade -
Mídias Digitais
Mídias Digitaishttps://www.acidadeon.com/
A nossa equipe de mídias digitais leva aos usuários uma gama de perspectivas, experiências e habilidades únicas para criar conteúdo impactante., com criatividade, empatia e um compromisso com a ética e credibilidade.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -