- Publicidade -
CotidianoReajuste da passagem do ônibus em Campinas começa hoje; veja tabela

Reajuste da passagem do ônibus em Campinas começa hoje; veja tabela

Índice de reajuste foi de 5,56%; tarifa será de R$ 5,45 e Vale Transporte passa para R$ 5,90

- Publicidade -
Veja novos valores da passagem de ônibus (Foto: Divulgação/Emdec)
Veja novos valores da passagem de ônibus (Foto: Divulgação/Emdec)

A passagem do transporte público coletivo de Campinas será de R$ 5,45 a partir deste domingo (1º). Além disso, o Vale Transporte passa a ser R$ 5,90 na cidade – confira a tabela completa de valores abaixo. De acordo com a Administração municipal, o reajuste está abaixo da inflação do período.

“Para diminuir o impacto para os usuários, a Administração municipal definiu um reajuste médio abaixo da inflação do período (dezembro de 2021 a dezembro de 2022). A recomposição será, em média, de 5,56%; enquanto a inflação, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), foi de 5,90%”, disse em nota.

- Publicidade -

Segundo a Prefeitura, a segunda integração, quando há a utilização de mais de um ônibus, pagando apenas uma tarifa, no período de 2h, não sofrerá alterações pelo reajuste. Com isso, o pagamento da segunda integração fica mantido em R$ 0,45.

LEIA TAMBÉM

Primeiro domingo do ano será de tempo ameno, em Campinas

Posse de Lula acontece neste domingo em Brasília; veja programação

 

- Publicidade -

CONFIRA OS VALORES

  • Bilhete Único Comum passa de R$ 5,15 para R$ 5,45 (reajuste de R$ 0,30)
  • Vale Transporte passa de R$ 5,60 para R$ 5,90, também um aumento de R$ 0,30
  • Bilhete Único Escolar sobe de R$ 2,06 para R$ 2,18
  • Bilhete Único Universitário será de R$ 2,73, sendo que agora é R$ 2,58
  • Linhas Circular-Centro, a passagem passa de R$ 3,73 para R$ 3,93

Para quem comprar os créditos do sistema de transporte coletivo até o dia 31 de dezembro, os valores praticados são os antigos e são válidos por um ano.

MOTIVOS PARA O REAJUSTE

Além da inflação, a Administração afirma que importantes insumos do custo do transporte público causaram efeito para o reajuste da tarifa. Os salários dos motoristas foram reajustados em 10%, a partir de dezembro, e terão novo reajuste, de 5%, no próximo mês de maio. No acumulado, o reajuste será de 15,5%. Além disso, a mão de obra representa 45% do total do custo operacional do sistema.

O valor do combustível também teve impacto nos valores ajustados para o próximo ano, uma vez que o óleo diesel teve aumento de 12,64%.

“Fizemos um enorme esforço e adotamos o menor patamar possível de reajuste para a passagem de ônibus. E, a pedido do prefeito Dário Saadi, não foi aplicado reajuste na segunda integração. Também mantemos o subsídio, garantindo, dessa forma, o pagamento dos descontos e gratuidades do sistema”, enfatiza o presidente da Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), Vinicius Riverete.

LEIA MAIS

Pelé: Saiba qual é a fortuna que o rei do futebol deixará de herança
 

- Publicidade -
Mídias Digitais
Mídias Digitaishttps://www.acidadeon.com/
A nossa equipe de mídias digitais leva aos usuários uma gama de perspectivas, experiências e habilidades únicas para criar conteúdo impactante., com criatividade, empatia e um compromisso com a ética e credibilidade.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -