- Publicidade -
CotidianoRedução da gasolina: repasse não chega à região de Campinas

Redução da gasolina: repasse não chega à região de Campinas

Preço médio da Petrobras para as distribuidoras caiu R$ 0,20 por litro, mas postos da região de Campinas ainda não alteraram os preços; etanol tem baixa

- Publicidade -

Preço da gasolina ainda não teve redução em Campinas após anúncio da Petrobras (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)

 

- Publicidade -

A queda de R$ 0,20 por litro no preço médio da gasolina fornecida às distribuidoras ainda não chegou às bombas dos postos de combustíveis da região de Campinas. O etanol, no entanto, teve uma baixa tímida (veja abaixo). 

A redução da gasolina foi anunciada ontem (19) pela Petrobras sob o argumento de ajuste aos valores praticados no mercado internacional. A medida começou a valer hoje (20). Com isso, o valor médio saiu de R$ 4,06 para R$ 3,86 por litro. 

Considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina vendida nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,96, em média, para R$ 2,81 na bomba. 

Apesar da redução de R$ 0,20 para as refinarias, o Recap (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Campinas) explica que, nas bombas, a diminuição nos próximos dias deve chegar pelo menos a R$ 0,14. 

NA REGIÃO 

- Publicidade -

Em Campinas e outros municípios da região, no entanto, o reajuste não refletiu nos preços pagos pelos motoristas. Em postos de combustíveis de Campinas e Valinhos, os gerentes disseram que ainda não pagaram menos pelo combustível. 

Em um posto na entrada de Valinhos, o valor cobrado era de R$ 5,69 por conta de uma promoção. No local, o enfermeiro Anatole Carvalho aproveitou o preço. “Esse carro é só à gasolina. Então por isso, estou completando o tanque”, disse. 

Já no Jardim São Paulo, funcionários disseram que o reajuste ainda não havia sido recebido pelo posto. A gasolina, portanto, ainda é vendida por R$ 5,89. O etanol, no entanto, passou a custar R$ 0,10 a menos no local (leia mais abaixo). 

Em Campinas, na Vila Joaquim Inácio, o gerente disse não ter recebido a autorização para baixar o preço da gasolina, que é de R$ 5,59. Dois dias depois da redução no ICMS, porém, a queda no etanol foi de R$ 4,29 para R$ 4,09. 

LEIA MAIS
Falta de contraste: hospitais de Campinas suspendem exames
Cliente passa mal e morre em banheiro de mercado em Barão Geraldo, em Campinas
Varíola dos macacos: Campinas confirma segundo caso da doença 

E O ETANOL? 

Além da redução de R$ 0,20 no preço do etanol em Campinas, outro posto em Valinhos disse que o valor caiu R$ 0,10. O reflexo aconteceu dois dias depois do anúncio do governo de São Paulo sobre a redução do ICMS sobre o combustível. 

“Tem reduzido um pouco, mas ainda tá difícil. Antigamente eu enchia o tanque da moto com R$ 50. Agora é R$ 100 a R$ 120. Mesmo sendo uma categoria econômica, tá mais caro”, comenta o motociclista e entregador Diogo Oliveira. 

O governo de São Paulo anunciou a redução da alíquota do imposto sobre o etanol hidratado de 13,3% para 9,57% na última segunda-feira (18). Na ocasião, foi estimado que o valor nos postos de combustíveis deveria cair R$ 0,17. 

A redução terá um impacto de R$ 125,1 milhões por mês na arrecadação paulista e acontece semanas após os anúncios da diminuição do tributo sobre a gasolina, em 27 de junho, e também do gás de cozinha, no começo do mês. 

LEIA TAMBÉM
Dez destinos para fugir do frio que vem por aí

- Publicidade -
Leandro Las Casas
Leandro Las Casas
Graduado pela PUC-Campinas desde 2011, atua há 14 anos no Jornalismo, área na qual cobriu sete eleições, participou de grandes coberturas e esteve a frente de podcasts e projetos de assessoria. Começou a carreira na rádio CBN Campinas, onde foi estagiário, repórter e apresentador. No acidade on Campinas, assina matérias e reportagens de todas as editorias desde 2021.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -