- Publicidade -
CotidianoRegião de Campinas chega a 111 casos de varíola dos macacos

Região de Campinas chega a 111 casos de varíola dos macacos

Boletim da secretaria Estadual de Saúde divulgou novas confirmações em Campinas e Sumaré; veja detalhes

- Publicidade -
- Publicidade -
Secretaria Estadual de Saúde publica atualização dos casos de varíola dos macacos (Foto: Reprodução/EPTV)
Secretaria Estadual de Saúde publica atualização dos casos de varíola dos macacos (Foto: Reprodução/EPTV)

A secretaria Estadual de Saúde divulgou na tarde desta terça-feira (6) mais dois casos de varíola dos macacos na região de Campinas. De acordo com o boletim epidemiológico, Campinas chegou a 66 confirmações e Sumaré somou mais uma notificação. Com isso, a região tem 111 casos da doença.

Até o momento desta publicação, as prefeituras das cidades citadas não passaram informações referentes aos pacientes.

LEIA TAMBÉM

Feira Hippie do Centro de Convivência, no Cambuí, terá programação em bairros de Campinas

No feriado, Mário Gatti de Campinas terá mutirão de cirurgias infantis adiadas pela pandemia

 

REGIÃO E ESTADO

- Publicidade -

Em todo o estado de São Paulo são 3.232 notificações da doença, são 50 novos casos em relação ao último balanço, divulgado na última segunda-feira (5). Confira as notificações nas cidades da região de Campinas:

  • Americana – 5
     
  • Amparo – 1
     
  • Campinas – 66 
     
  • Hortolândia – 2 
     
  • Indaiatuba – 2
     
  • Jaguariúna – 3
     
  • Monte Mor – 1
     
  • Nova Odessa – 2
     
  • Paulínia – 4
     
  • Pedreira – 1
     
  • Santa Bárbara d’Oeste – 9 
     
  • Sumaré – 10 
     
  • Valinhos – 3 
     
  • Vinhedo – 2

Total: 111

SINTOMAS

  • O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas, que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus
     
  • Caroço no pescoço, axila e virilhas
     
  • Febre
     
  • Dor de cabeça
     
  • Calafrios
     
  • Cansaço
     
  • Dores musculares

PREVENÇÃO

  • Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele
     
  • Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença
     
  • Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel
     
  • Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais
     
  • Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes

Vale lembrar que o atual surto não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos, segundo o governo de SP.

LEIA MAIS

Aluguel residencial sobe 1,76% em agosto, após alta de 1,05% em julho, diz FGV

- Publicidade -
Mídias Digitais
Mídias Digitaishttps://www.acidadeon.com/
A nossa equipe de mídias digitais leva aos usuários uma gama de perspectivas, experiências e habilidades únicas para criar conteúdo impactante., com criatividade, empatia e um compromisso com a ética e credibilidade.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -