- Publicidade -
CotidianoSerra Negra tem 7 mil moradores com doses da vacina atrasadas

Serra Negra tem 7 mil moradores com doses da vacina atrasadas

De acordo com o balanço divulgado pela prefeitura, 695 pessoas não compareceram para a segunda dose e 6.689 ainda não tomaram a dose de reforço

- Publicidade -
- Publicidade -

Serra Negra tem mais de 7 mil faltosos na campanha de vacinação contra a covid-19 (Foto: Myke Sena/MS)

A Prefeitura de Serra Negra divulgou um balanço com o número de doses da vacina contra a covid-19 atrasadas no município. Segundo o levantamento, há 695 moradores aptos que ainda não tomaram a segunda dose do imunizante e 6.689 que não compareceram para a terceira dose, chamada de dose de reforço. Ao todo, são 7.384 doses atrasadas.

Em decorrência ao alto número de ausências, o prefeito Elmir Chedid (DEM) fez um apelo à população para que as pessoas procurem a vacinação e levem seus filhos para a imunização.

“Perco a noite de sono cada vez que um serrano morre. É triste. Lutamos muito para ter a vacina. O governador Dória e o Instituto Butantan conseguiram a Coronavac, depois vieram outras. Agora temos sete mil doses aguardando os que não se vacinaram. Se todos estivermos imunizados, os níveis de infecção vão diminuir”, disse o chefe do executivo.

O prefeito de Serra Negra ainda salientou que a imunização é essencial para o funcionamento do turismo e dos empregos na região. “Por causa da vacinação, hoje podemos manter abertas as escolas, bares, lanchonetes, restaurantes, lojas e outros estabelecimentos. Houve ocasião em que tivemos que fechar tudo, enquanto aguardávamos a vacina”, relata.

Casos e óbitos

O balanço divulgado pela administração municipal ainda mostra que o número de casos confirmados da covid-19 era de 4.829 infectados até o dia 6 de fevereiro de 2022. Deste total, 1.638 confirmações haviam sido registradas desde o dia 1º de janeiro deste ano, o que representa um aumento de 33,92% nos últimos 37 dias.

- Publicidade -

Em relação ao número de óbitos, o ano de 2021 havia registrado 98 mortes. Já em 6 de fevereiro, quando o levantamento foi feito, eram 102 óbitos, o que representa um crescimento de 3,92%.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -