- Publicidade -
CotidianoServidores de Vinhedo fazem paralisação por reajuste de salário

Servidores de Vinhedo fazem paralisação por reajuste de salário

Apesar de protesto, Prefeitura informou que não houve impacto nos serviços públicos

- Publicidade -

Sindicato alega que reajuste está abaixo da inflação, e sustenta aumento de cerca de 12% (Foto: Antônio Silva)

Servidores públicos de Vinhedo realizaram uma paralisação na manhã desta quarta-feira (25) por reajuste de salário. Apesar do ato, a Administração disse que não houve impacto nos serviços público.

- Publicidade -

Além disso, a Administração precisou remanejar trabalhadores das áreas da Saúde e Educação. De acordo com a Prefeitura, 150 servidores não trabalharam hoje.

Pela manhã, os servidores se reuniram em frente ao sindicado da categoria, no Centro, antes de realizarem uma passeata até o Paço Municipal. Segundo o sindicato, os funcionários públicos discordam do percentual de reajuste oferecido pelo Executivo.

De acordo com o sindicato, a Administração reajustou em 8,5% os salários em janeiro, referente aos anos de 2021-2022, período em que os salários ficaram congelados por causa da pandemia. 

Em maio, a Prefeitura ofereceu mais 3,23 % de reajuste, o que desagradou os servidores, que alegam um índice abaixo da inflação, que deveria ser de 12%. 

Em nota, a Prefeitura alegou que realizou um acordo em dezembro do ano passado com representantes do sindicato, onde ficou acordado um reajuste de 11,73% sobre os salários, sendo 8,5% em janeiro e 3,23% em maio, além do reajuste dos benefícios. 

- Publicidade -

FUNCIONAMENTO PÚBLICO 

Apesar do número divulgado pela Prefeitura de que 150 funcionários estiveram ausentes, o sindicato alega que 300 pessoas aderiram à paralisação. Ainda segundo a Administração, nenhum serviço precisou ser totalmente paralisado por causa da manifestação.  

O Executivo informou também que na área da Saúde foram 20 faltas, supridas por remanejamento. Já na área da Educação, nenhuma creche ou escola foi fechada e que alguns funcionários também foram remanejados.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -