- Publicidade -
CotidianoUnicamp concede título de 'Doutor Honoris Causa' ao Racionais MC's

Unicamp concede título de ‘Doutor Honoris Causa’ ao Racionais MC’s

A decisão foi tomada pelo Conselho Universitário; normalmente, entrega é feita na universidade, mas a Unicamp não informou se a banda virá

- Publicidade -

O grupo de rap Racionais MC’s vai receber a homenagem máxima que a Unicamp pode fazer a uma pessoa ou instituição. É que a universidade fará a outorga do título de Doutor Honoris Causa para a banda.

- Publicidade -

A decisão foi tomada nesta terça-feira (28) pelo Consu (Conselho Universitário), que decidiu aprovar que a honraria seja dada para os rappers. Normalmente, essa entrega do título é feita na própria universidade, mas a Unicamp não informou se a banda virá recebê-la.

Mas o que é essa honraria?

É um título dado àqueles que tenham contribuído, “de maneira notável, para o progresso das ciências, das letras ou das artes e/ou que tenham beneficiado, de forma excepcional, a humanidade ou tenham prestado relevantes serviços à Universidade”, segundo a própria Unicamp.

- Publicidade -

O que os rappers fizeram para recebê-la?

De acordo com a Unicamp, Mano Brown, Ice Blue, Edi Rock e KL Jay – integrantes dos Racionais MC’s -, são músicos que expressam a vivência da população brasileira nas periferias e buscam inclusão social.

Por isso, a homenagem a eles é “um parecer favorável às ações afirmativas para estudantes pretos, pardos, indígenas e oriundos de escola pública”, afirmou Mário Medeiros, professor do Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.

“Os quatro enunciam poéticas, projetos estéticos e projetos políticos desde 1988 a respeito do Brasil. Dialogam e lutam com o pensamento social brasileiro, confrontam o racismo e as violências sociais que nos constituem enquanto sociedade, incitando a atitudes antirracistas e solidárias de negros e não negros, periféricos e não periféricos, visando a mudanças sociais profundas”, acrescentou o docente.

A ideia de homenageá-los surgiu em 2022 quando a banda veio à universidade para uma aula aberta, como parte da conclusão da disciplina “Tópicos Especiais em Antropologia IV: Racionais MC’s no Pensamento Social Brasileiro”, ministrada pela professora do Departamento de Antropologia, Jaqueline Santos.

Jaqueline também é pesquisadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra e foi uma das propositoras da outorga do título, junto com dois outros professores: Omar Thomaz e Daniela Vieira.

“Os Racionais MC’s extrapolam a fala do gueto, sem abandoná-lo. Não se restringem à crônica cotidiana, mas a revelam. Interpretam o Brasil a partir de outro lugar, por tempo demais percebido como objeto de reflexão e não como sujeito da própria reflexão. Os Racionais MC’s se colocam ao lado dos grandes intérpretes do Brasil, e não só: suas letras e canções dialogam com uma história de luta contra a escravidão, o racismo e a tremenda desigualdade que acompanham a experiência da diáspora negra”, pontuam os docentes no documento de proposição.

Vestibular

Desde 2018, as letras do disco “Sobrevivendo ao Inferno” fazem parte do vestibular da Unicamp, porque se tornaram leitura obrigatória para o processo seletivo de entrada na universidade.

Foi a primeira vez que um álbum entrou na lista das obras para a prova e marcou a expansão da inclusão social com cotas ético-sociais.

Títulos

A universidade destaca que todos os 31 homenageados antes dos Racionais eram brancos. O documento também frisa o fato de apenas um deles ter sido mulher.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -