- Publicidade -
CotidianoVaríola dos macacos: Campinas confirma mais três casos e chega a 56

Varíola dos macacos: Campinas confirma mais três casos e chega a 56

Dados da secretaria Estadual de Saúde ainda apontaram novos casos nas cidades de Americana, Paulínia e Sumaré; região de Campinas tem 92 notificações

- Publicidade -
- Publicidade -
Secretaria Estadual de Saúde publica atualização dos casos de varíola dos macacos (Foto: Reprodução/EPTV)
Secretaria Estadual de Saúde publica atualização dos casos de varíola dos macacos (Foto: Reprodução/EPTV)

A secretaria Estadual de Saúde divulgou nesta terça-feira (30) mais três casos de varíola dos macacos em Campinas. Além disso, o boletim epidemiológico apontou novos casos nas cidades de Americana, Paulínia e Sumaré. Com isso, a região chega a 92 confirmações da doença.

As prefeituras da cidades citadas não passaram informações referentes aos pacientes até o momento desta publicação.

LEIA TAMBÉM

Pais de pacientes com síndrome rara financiam pesquisa com a Unicamp, em Campinas

Operação da PF em Campinas apreende malotes de dinheiro, joias, carros e relógios de luxo; veja fotos

 

REGIÃO E ESTADO

- Publicidade -

Em todo o estado de São Paulo são 2.941 notificações da doença, são 88 novos casos em relação ao último balanço, divulgado na última segunda-feira (29). Confira as notificações nas cidades da região de Campinas:

  • Americana – 4
  • Amparo – 1
  • Campinas – 56  
  • Hortolândia – 1
  • Indaiatuba – 2
  • Jaguariúna – 2
  • Nova Odessa – 1
  • Paulínia – 4
  • Santa Bárbara d’Oeste – 8 
  • Sumaré – 8
  • Valinhos – 3 
  • Vinhedo – 2

Total: 92

SINTOMAS

  • O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas, que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus
  • Caroço no pescoço, axila e virilhas
  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Calafrios
  • Cansaço
  • Dores musculares

PREVENÇÃO

  • Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele
  • Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença
  • Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel
    Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais
  • Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes

Vale lembrar que o atual surto não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos, segundo o governo de SP.

LEIA MAIS

Aeroportos brasileiros estão no Top 100 dos mais pontuais do mundo

- Publicidade -
Mídias Digitais
Mídias Digitaishttps://www.acidadeon.com/
A nossa equipe de mídias digitais leva aos usuários uma gama de perspectivas, experiências e habilidades únicas para criar conteúdo impactante., com criatividade, empatia e um compromisso com a ética e credibilidade.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Notícias Relacionadas
- Publicidade -