Publicidade

cotidiano

Morre o médico Gutemberg de Melo Rocha, da USP Ribeirão Preto

Profissional foi destaque em rede nacional por oferecer tratamento gratuito a quem não podia pagar; ele estava com 82 anos e enfrentava um câncer

| ACidadeON/Ribeirao -

O médico Gutemberg de Melo Rocha, quando estava com 74 anos (Foto: Reprodução / TV Globo)
 Atualizada às 17h20

Morreu na madrugada deste domingo (26) o médico e professor aposentado da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Gutemberg de Melo Rocha, aos 82 anos.   

Segundo informações, ele enfrentava um câncer.

O corpo do médico foi velado entre 11h e 13h30, em Bonfim Paulista, onde também ocorreu o sepultamento, no cemitério do distrito.  

A FMRP emitiu nota de pesar pelo falecimento, em que cita que Rocha atuou no Departamento de Biologia Celular e Molecular e Bioagentes Patogênicos.  

"O Prof. Gutemberg fez parte da história de nossa Faculdade, deixando um grande legado de exemplo de ser humano.
Nossos sinceros sentimentos e desejamos aos familiares que tenham todo o amparo nesse momento tão difícil", disse a instituição.   

Ele era pai do também médico e docente Eduardo Melani Rocha, do Departamento Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

A Prefeitura de Ribeirão Preto, também por meio de nota, lamentou a morte de Gutemberg de Melo Rocha.  

"Um médico que sempre dedicou seu trabalho a cuidar de quem mais necessitava. Em todos os atendimentos prestados, dedicava amor e apoio as famílias, conhecendo cada um pelo seu nome, criando um consultório totalmente gratuito para atender melhor seus pacientes. Ribeirão se despede de um grande médico e homem generoso", disse o Executivo, em nota. 

Destaque em rede nacional

Em 2013, o médico participou de uma edição do Globo Repórter, da TV Globo, sobre a oferta de tratamento gratuito em Ribeirão Preto a quem não podia pagar. 

"Dinheiro nunca, nunca pensei. Mesmo quando eu cliniquei e precisava disso pra viver, recém-casado, teve gente que depois de 20 anos, engenheiro famoso dessas multinacionais que ele veio me pagar a transfusão que eu fiz. Não foi por dinheiro", declarou à época durante entrevista ao programa, quando também destacou à reportagem que se sentia "muito feliz".

Mais notícias


Publicidade