Aguarde...

cotidiano

Ribeirão: escola particular é lacrada por abrir na pandemia

Ação nesta terça-feira (29) contou com a participação do Ministério Público e da Fiscalização de Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

As escolas só poderão ter atividades presenciais caso a cidade fique 28 dias consecutivos na fase Amarela do Plano SP (Foto: reprodução/Pixabay)
 
Uma escola particular de ensino infantil localizada no Jardim Sumaré foi lacrada nesta terça-feira (29) em Ribeirão Preto, por descumprimento do decreto que suspende a realização de atividades presenciais na região. Essa é a segunda escola fechada na cidade por este motivo.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
As escolas da rede privada só poderão abrir para atividades presenciais caso a região de Ribeirão Preto fique 28 dias consecutivos na fase Amarela do Plano São Paulo. A última atualização do plano aconteceu no dia 11 de setembro, portanto, os estabelecimentos só poderão reabrir na segunda semana de outubro.  

No momento em que os fiscais estiveram no local, havia 16 crianças com idades entre seis meses e dois anos na escola. Os pais e responsáveis foram chamados para buscar os alunos.   

Participaram da ação a supervisão de ensino da secretaria municipal da Educação, Ministério Público, Fiscalização Geral, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e a Guarda Civil Metropolitana. Além da escola lacrada, outros dois estabelecimentos de ensino foram vistoriados, mas não havia alunos nessas escolas.  

De acordo com o promotor do Geduc (Grupo de Atuação Especial da Educação) do Ministério Público, Naul Felca, a escola lacrada não contava com a documentação necessária para o funcionamento, além não respeitar a suspensão das atividades presenciais.  

Os proprietários da escola foram autuados pelos órgãos presentes na fiscalização. "Gostaria uma sensibilidade por parte dos donos das escolas particulares, para que eles devam aguardar o momento adequado para retomar as atividades", declarou o promotor.  

De acordo com Naul, o Ministério Público e a secretaria de Educação têm recebido informações de funcionamento irregular em outras escolas privadas no município. Denúncias podem ser realizadas por e-mail ao Geduc (geduc.nrp@gmail.com) ou para a secretaria da Educação o número do telefone é (16) 3977-9100.  

Outro lado
 
A reportagem do ACidade ON procurou os responsáveis pela escola Jardim Encantado por telefone. Uma mulher que afirmou ser a proprietária, e não quis se identificar, afirmou que pretende recorrer do fechamento do estabelecimento na Justiça.  

Leia mais:
Justiça suspende reabertura das escolas particulares  

Ensino fundamental em Ribeirão só terá retorno após novembro



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON