Veja os grupos de alimentos e seus benefícios

Legumes e verduras são uma boa pedida para manter uma alimentação balanceada e a variedade no Brasil é imensa

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Gabriela Virdes

Verduras e legumes diversos são essenciais para uma alimentação balanceada (foto: Divulgação)
  

Feijões  

Inclui vários tipos de feijão e outros alimentos do grupo das leguminosas, como ervilhas, lentilhas e grão-de-bico. São fontes de proteína, fibras, vitaminas do complexo B e minerais, como ferro, zinco e cálcio. O alto teor de fibras e a quantidade moderada de calorias por grama conferem a esses alimentos alto poder de saciedade, evitando que se coma mais do que o necessário.

Castanhas e nozes  

Este grupo inclui vários tipos de castanhas (de caju, de baru, do-brasil ou do-pará) e nozes, e também amêndoas e amendoim. Todos são ricos em minerais, vitaminas, fibras e gorduras saudáveis (insaturadas). Contêm compostos antioxidantes que previnem várias doenças. 

Frutas  

O Brasil possui enorme variedade de frutas: abacate, abacaxi, açaí, acerola, ameixa, amora, banana, caqui, carambola, figo, goiaba, graviola, jabuticaba, jaca, laranja, limão, maçã, mamão, manga, maracujá, romã, tamarindo, tangerina e uva são excelentes fontes de fibras, vitaminas e minerais e de vários compostos que contribuem para a prevenção de doenças. 

Legumes e verduras  

A diversidade de legumes e verduras é imensa no Brasil. Abóbora, abobrinha, acelga, agrião, alface, almeirão, berinjela, beterraba, brócolis, cebola, cenoura, chicória, chuchu, couve, espinafre, jiló, pepino, pimentão, quiabo, repolho e tomate são muito saudáveis e excelentes fontes de vitaminas e minerais, portanto muito importantes na prevenção de deficiências de micronutrientes. Além de serem fontes de fibras, fornecem, de modo geral, muitos nutrientes em uma quantidade relativamente pequena de calorias, característica que os tornam ideais na prevenção do consumo excessivo de calorias e da obesidade e das doenças crônicas associadas a esta condição, como diabetes e doenças do coração. A presença de vários antioxidantes em legumes e verduras justifica a proteção que conferem contra alguns tipos de câncer.  

Raízes e tubérculos  

Inclui a mandioca, também conhecida como macaxeira ou aipim, batata ou batata-inglesa, batata-doce, batata-baroa ou mandioquinha, cará e inhame. São fontes de carboidratos e fibras e algumas variedades também de minerais e vitaminas, como A, C e potássio. 

Cereais  

Este grupo abrange arroz, milho (incluindo grãos e farinha) e trigo (incluindo grãos, farinha, macarrão e pães), além de outros cereais, como aveia e centeio. São fontes importantes de carboidratos, fibras, vitaminas (principalmente do complexo B) e minerais. Combinados ao feijão ou outra leguminosa, constituem também fonte de proteína de excelente qualidade. 

Leite e queijo 

Inclui alimentos minimamente processados, como leite de vaca, coalhadas e iogurtes naturais; e alimentos processados, como queijos. Leite e iogurtes naturais são ricos em proteínas, algumas vitaminas (em especial, a A) e principalmente em cálcio. Queijos são também ricos em proteínas, vitamina A e cálcio. 

Carnes e ovos 

Inclui carnes de gado, porco, cabrito e cordeiro (as chamadas carnes vermelhas), carnes de aves e de pescados e ovos de galinha e outras aves. São excelentes fontes de proteína de alta qualidade e têm teor elevado de muitos micronutrientes, especialmente ferro, zinco e vitamina B12. 

(Fonte: Guia Alimentar para a População Brasileira - Ministério da Saúde)


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.