29 de fevereiro de 2024
- Publicidade -
EP Agro

Agronegócio brasileiro bate recorde em exportações em 2023

Valor exportado atingiu U$ 166,55 bilhões, 4,8% superior ao registrado no ano anterior; agronegócio é responsável por 49% das exportações

Exportações do agronegócio fecham 2023 com US$ 166,55 bilhões em vendas (Foto: Divulgação/Mapa)

O agronegócio brasileiro bateu o recorde em exportações em 2023, atingindo U$ 166,55 bilhões em vendas para o exterior. O montanté é 4,8% superior ao registrado no ano anterior, um aumento de U$ 7,68 bilhões.

De acordo com a secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária), o desempenho foi influenciado pela quantidade de itens embarcados. Com o volume, o agronegócio foi responsável por 49% das exportações brasileiras em 2023, superando o índice de 47,5% em 2022.

LEIA MAIS

Brasil descarta corretamente 750 mil toneladas de embalagens de defensivos agrícolas

Safra de grãos 2023/24: projeção cai novamente

“O ano de 2023 marcou um ponto de virada histórico para o agro brasileiro, com grandes avanços em exportações e expansão de mercados, resultando em um recorde nas vendas externas. O Brasil abriu 78 novos mercados, fortaleceu laços e liderou a exportação mundial em vários produtos”, destacu o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Roberto Perosa.

- Publicidade -

O Brasil exportou diretamente 193,02 milhões de toneladas na forma de grãos. Uma quantidade 24,3% superior na comparação com os 155,30 milhões de toneladas de grãos exportados em 2022. Esta quantidade de grãos exportados em 2023 equivale a 60,3% da safra recorde de grãos 2022/23, estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento em 319,86 milhões de toneladas.

Além do aumento na quantidade exportada de grãos em quase 40 milhões de toneladas, também houve expansão no volume exportado de outros produtos que registraram mais de US$ 1 bilhão em vendas externas:

  • Carnes (+5,4%)
  • Açúcar (+15,1%)
  • Sucos (+6,0%)
  • Frutas (+5,9%)
  • Couros e seus produtos (+19,7%).

Os setores exportadores que mais contribuíram nas vendas do agronegócio foram:

  • Complexo soja (+US$ 6,49 bilhões)
  • Complexo sucroalcooleiro (+US$ 4,60 bilhões)
  • Cereais, farinhas e preparações (+US$ 1,18 bilhão)
  • Sucos (+US$ 447,41 milhões)

Em relação ao valor exportado os cinco principais setores foram:

- Publicidade -
  • Complexo soja (40,4% do total exportado);
  • Carnes (14,1%);
  • Complexo sucroalcooleiro (10,4%);
  • Cereais, farinhas e preparações (9,3%)
  • Produtos florestais (8,6%).

Em conjunto, esses setores destacados representaram 82,9% das vendas do setor em 2023.

Quanto às importações, o agronegócio brasileiro importou US$ 16,61 bilhões.

“O país também lançou um programa ambicioso para converter pastagens degradadas em áreas agricultáveis, buscando dobrar a produção de forma sustentável e contribuir significativamente para o desenvolvimento do interior. Em 2024, o país se consolida como uma potência agropecuária global, reforçando a resiliência e a sustentabilidade no setor, essencial para o desenvolvimento econômico e como um importante fornecedor de alimentos para o mundo”, conclui Perosa.

LEIA TAMBÉM

Carne suína: exportações crescem quase 10% em 2023

Marcos André Andrade
Marcos André Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós-graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. No Grupo EP desde 2022, é editor do Tudo EP e foi repórter do acidade on Campinas. Tem passagens pela Band Campinas, Rádio Bandeirantes de Campinas e Rádio Band News de Campinas, onde desempenhou as funções de âncora, editor, produtor e repórter.
plugins premium WordPress