22 de julho de 2024
- Publicidade -
EP Esporte

Vôlei: por que Sheilla deixou a seleção feminina?

Poucas semanas antes do início das Olimpíadas, polêmica gerou mal-estar na seleção feminina de vôlei e Sheilla foi o pivô da confusão

Sheilla Castro é bicampeã olimpíca de vôlei (2008 e 2012) (Foto: Reprodução/Instagram)
Sheilla Castro é bicampeã olimpíca de vôlei (2008 e 2012) (Foto: Reprodução/Instagram)

O fim de um namoro colocou fim na paz da seleção brasileira feminina de vôlei, que vai disputar as Olimpíadas de Paris. A ex-jogadora Sheilla Castro, medalhista olímpica, membro da comissão técnica do time, não se reapresentou com o resto do grupo no último domingo (7) e o motivo é uma polêmica envolvendo sua ex, a capitã Gabi Guimarães.

Por que Sheilla deixou a seleção feminina de vôlei?

Sheila é acusada de ter uma conta falsa nas redes sociais para criticar Gabi. O perfil com o nome “Piero” atacava, com textos em inglês, a capitã da seleção, dizendo que ela estava mais interessada em beber e sair do que se preparar para os jogos.

A conta chegou a marcar e elogiar Sheilla e disse que Gabi perdeu o foco, já que ia a um show da cantora Ana Carolina. Vários fãs saíram em defesa da capitã e o “plot twist” veio quando a conta oficial da ex-jogadora respondeu em inglês: “Esperem e verão, de novo”. Com isso, os internautas acreditaram que se tratava da mesma pessoa por trás dos dois perfis.

Apesar do romance discreto, que durou dois anos e meio, o término, no mês passado, foi bastante conturbado. A ex-jogadora escreveu nas redes sociais: “Se doeu é doEU. Fica que é sEU”. Já Gabi, publicou uma imagem de um “manual para reconhecer uma pessoa manipuladora”.

De acordo com a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), a ex-jogadora já não ia para Paris e sua ausência nos treinos em Saquarema (RJ) faz parte do processo de seu trabalho, que tem fases presenciais e ações remotas.

LEIA MAIS

Por que Morata está bravo com a Espanha?

- Publicidade -

Mbappé estará nas Olimpíadas?

Olimpíadas

A seleção brasileira feminina de vôlei entra em quadra em Paris, pela primeira vez, no dia 29 de julho, às 13h, contra o Quênia. O Brasil está no Grupo B, que também tem Polônia e Japão. O time de José Roberto Guimarães é formado por:

  • Ana Cristina – ponteira
  • Carol – central
  • Diana – central
  • Thaisa – central
  • Gabi – ponteira e capitã
  • Júlia Bergmann – ponteira
  • Lorenne – oposta
  • Macris – levantadora
  • Nyeme – líbero
  • Roberta – levantadora
  • Rosamaria – oposta
  • Tainara – oposta

A líbero Natinha é a 13ª atleta, que pode ser acionada caso uma das 12 inscritas se lesione durante a competição.

- Publicidade -

LEIA TAMBÉM

7 a 1: como estão os jogadores do Brasil dez anos depois?

Compartilhe:
Marcos André Andrade
Marcos André Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós-graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. No Grupo EP desde 2022, é editor do Tudo EP e foi repórter do acidade on Campinas. Tem passagens pela Band Campinas, Rádio Bandeirantes de Campinas e Rádio Band News de Campinas, onde desempenhou as funções de âncora, editor, produtor e repórter.
- Publicidade -
plugins premium WordPress