30 de maio de 2024
- Publicidade -
Tudo Inovação

Os grandes golpes cibernéticos: conheça os 5 maiores da história

Prejuízos astronômicos e impactos na cibersegurança alertam para os perigos online

Prejuízos astronômicos e impactos na cibersegurança alertam para os perigos online (Foto: Reprodução/Freepik)

A era digital trouxe não apenas avanços extraordinários, mas também desafios inéditos, especialmente no que diz respeito à segurança cibernética.

Com o crescimento exponencial dos crimes online, estima-se que até 2025 os prejuízos anuais ultrapassem os US$ 10 trilhões, conforme alertam especialistas. Os riscos para as vítimas de roubos online vão além dos danos financeiros, incluindo perda de privacidade e insegurança pessoal.

Mas quais foram os maiores crimes que marcaram a história da internet? Relembre cinco golpes que afetaram milhares de pessoas.

Nasdaq (2005-2012)

Um dos primeiros grandes golpes cibernéticos ocorreu na Nasdaq, entre 2005 e 2012, quando hackers invadiram os sistemas da bolsa de valores americana, comprometendo dados financeiros de 160 milhões de pessoas.

Equifax (2017)

A Equifax é uma das três principais agências de relatórios de crédito nos Estados Unidos e mantém registros financeiros e pessoais de milhões de pessoas em todo o mundo. O ataque à empresa, em 2017, ficou marcado como um dos incidentes mais impactantes na história da segurança cibernética. A exposição de informações sensíveis de cerca de 147 milhões de consumidores abalou a confiança no tratamento de dados por grandes corporações.

Target Stores (2013)

- Publicidade -

A rede de varejo Target foi alvo de hackers em 2013, resultando no roubo de informações de cartões de crédito de 110 milhões de pessoas. A exploração de vulnerabilidades nos sistemas de segurança da empresa permitiu o acesso indevido aos dados.

LEIA TAMBÉM

WhatsApp lança função que bloqueia contato sem abrir o app

- Publicidade -

Celular Seguro: é fácil desbloquear acesso a contas bancárias?

Sony (2011)

Em 2011, a Sony sofreu um ataque cibernético que expôs informações pessoais de 102 milhões de usuários, incluindo nomes, endereços e senhas. O incidente foi resultado de um ataque de força bruta contra os sistemas da empresa.

AOL (2004)

Diferentemente dos casos anteriores, em 2004, um engenheiro de software da AOL, Jason Smathers, foi responsável por roubar informações de 92 milhões de usuários, visando vendê-las a spammers, destacando os desafios internos na proteção de dados.

Cybersegurança no Brasil

Sobre o Brasil, o país foi líder mundial em vazamento de dados em 2022 e 2023, com 2,8 bilhões e 3 bilhões de dados expostos, respectivamente, de acordo com a empresa de segurança cibernética Axur.

Para 2024, os desafios continuam grandes e a conscientização sobre a cibersegurança é fundamental para proteger a infraestrutura crítica, os dados pessoais e a privacidade dos internautas. Clique aqui e veja quais os principais desafios na segurança de dados virtuais

- Publicidade -
plugins premium WordPress