Acidente: Anhanguera tem congestionamento após morte de motociclista, em Vinhedo Acidente: Anhanguera tem congestionamento após morte de motociclista, em Vinhedo

Acidente: Anhanguera tem congestionamento após morte de motociclista, em Vinhedo

Motociclista morreu após queda e atropelamento; duas faixas foram interditadas

Duas faixas da Anhanguera foram interditadas após o acidente (Foto: Wesley Justino/ EPTV Campinas)
Um motociclista morreu após um acidente na manhã desta sexta-feira (29) na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Vinhedo. Por causa do atendimento, houve registro de congestionamento no local. 
r>Segundo a Polícia Rodoviária, o acidente aconteceu por volta de 6h na altura do km 79, sentido Sul (Vinhedo), próximo ao pedágio de Valinhos. 

O motociclista teria tombado pela primeira faixa de rolamento, quando na sequência outros dois veículos se chocaram contra a motocicleta e um terceiro veículo atropelou o motociclista que havia caído. O condutor da motocicleta, que não portava documentos, faleceu no local. 

As faixas 1 e 2 foram interditadas para perícia, e o tráfego fluiu pelo acostamento. Segundo a Autoban, foram registrados cerca de dois quilômetros de lentidão durante a manhã. Por volta de 8h30, uma das faixas foi liberada.


LEIA MAIS  
 
Frente fria chega nesta sexta e derruba temperaturas em Campinas 
 
Cão 'se rende' junto com presos em flagrante em Hortolândia; vídeo
 
Mulher é morta a facadas por companheiro no DIC I, em Campinas

 
PROTESTO  

Motociclistas fizeram um protesto na tarde de ontem (28)em homenagem ao motoboy que foi morto durante um assalto no Parque Residencial Campina Grande, em Campinas. O crime aconteceu na noite de quarta-feira.  

O grupo iniciou o ato hoje na Torre do Castelo, em Campinas, por volta das 16h. Na sequência, os motociclistas seguiram para a Praça Bom Retiro, em Sumaré, e para o cemitério da cidade.

Segundo a Polícia Militar, o motoboy, identificado como Diulio Silva Tezza, era de Sumaré e veio a Campinas para fazer uma entrega.

Quando chegou na casa do cliente, na Rua Sérgio Langoni, a vítima foi surpreendida por dois homens que fizeram disparos contra ele e roubaram a motocicleta. 

Segundo familiares, Diulio deixou uma filha de apenas um ano. Ele trabalhava no setor de águas e esgoto de Americana e fazia entrega no período noturno. O motoboy receberia cerca de R$ 10 pela entrega de comida feita no endereço onde aconteceu o latrocínio (LEIA A MATÉRIA COMPLETA AQUI). 

 
LEIA TAMBÉM 
 
Preço da gasolina vai abaixar R$ 0,15 nas refinarias



Mais Notícias

Mais Notícias