Vacinação de profissionais da saúde contra a meningite C começa na segunda, em Campinas Vacinação de profissionais da saúde contra a meningite C começa na segunda, em Campinas

Vacinação de profissionais da saúde contra a meningite C começa na segunda, em Campinas

Esse público pode se vacinar até fevereiro de 2023; grupo é prioritário por estar mais exposto à bactéria

Vacinação de meningite para profissionais da saúde começam na segunda-feira (1º) em Campinas (Foto: Divulgação/PMC)
A vacinação de profissionais de saúde contra a meningite C, em Campinas, começa na segunda-feira (1º). A imunização para este grupo segue disponível nos centros de saúde até fevereiro de 2023. 

Todos os trabalhadores do setor têm direito à vacina, mesmo aqueles que estejam com o esquema vacinal completo. A única condição é que tenha tomado a última dose há pelo menos quatro semanas. 

Para ser imunizado, basta o profissional apresentar o comprovante de trabalho em estabelecimento de saúde, além de apresentar um documento com foto.  

LEIA MAIS: 
 
Campinas terá novas linhas de ônibus nas regiões de Viracopos e Vida Nova

Campinas tem chuva e alivia estiagem de 2 meses; veja previsão

Feminicídio em Campinas: homem que matou companheira é preso preventivamente

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização de Campinas, Chaúla Vizelli, o objetivo é reforçar a proteção das pessoas que estão constantemente expostas à bactéria, além de evitar a circulação da doença. 

Confira quem têm direito a ser imunizado contra a meningite C: 

- pessoas que atuam em hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios, como recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros, motoristas de ambulâncias 

- médicos 

- enfermeiros 

- nutricionistas 

- fisioterapeutas 

- terapeutas ocupacionais 

- biólogos 

- biomédicos 

- farmacêuticos 

- odontologistas 

- fonoaudiólogos 

- psicólogos 

- assistentes sociais 

- profissionais de educação física 

- médicos veterinários 

- técnicos e auxiliares dessas profissões 


O imunizante faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. São indicadas duas doses para o público em geral: aos 3 e aos 5 meses de idade, e um reforço, preferencialmente, aos 12 meses. 

VARÍOLA DOS MACACOS 

A secretaria Municipal de Saúde de Campinas confirmou, nesta sexta-feira (29), mais quatro casos de varíola dos macacos (monkeypox) na cidade. Agora, de acordo com os dados municipais, são 13 confirmações, sendo oito importadas e cinco autóctones, quando o vírus é contraído na própria cidade. 

De acordo com as informações da pasta, os pacientes de Campinas com a doença são 12 homens e uma mulher com idade entre 23 e 41 anos. Três deles já saíram do isolamento e os demais seguem em acompanhamento ambulatorial, sem gravidade e com boa evolução. A cidade ainda tem outros cinco casos suspeitos em investigação. (Leia a matéria completa aqui) 

LEIA TAMBÉM 
Saia do sofá e corra da trombose, mas com cuidado


Mais Notícias

Mais Notícias